Por: Jornal Sul Brasil | 05/05/2020

 Com objetivo de contribuir no combate ao novo Coronavírus, a Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) lançou a campanha Salve Vidas. Em 40 dias, foram arrecadados, por meio de doações, R$ 710.049,41, recursos destinados para compra de equipamentos para o Hospital Regional do Oeste (HRO), maior hospital filantrópico de Santa Catarina.

O presidente da ACIC, Nelson Eiji Akimoto, agradeceu a todos que colaboraram com as doações e ajudaram a divulgar a campanha. “Atingimos um valor muito importante, mas o que mais nos emociona é a atitude de pessoas muito especiais que anonimamente fizeram toda a diferença nessa corrente do bem”, enfatizou.

 Akimoto ressaltou a atuação de toda a diretoria da ACIC que colaborou na campanha, contribuindo com doações e na divulgação da ação.

O presidente da diretoria executiva que administra o HRO, Rogério Getúlio Delatorre, enfatizou que os colaboradores do hospital estão empenhados em prestar o melhor atendimento possível aos pacientes. São cerca de 950 funcionários que atuam 24 horas por dia. “A doação capitaneada pela ACIC possibilita ampliar a atenção médica a pacientes acometidos pela Covid-19. Tal iniciativa possibilita ampliar suporte à vida em tão frágil momento. Nossa gratidão à diretoria da entidade e a todos os apoiadores. Muito obrigado a todos que doaram. Tudo é bem-vindo e tem destino certo: fazer o melhor pelas pessoas”, proferiu.

Quando a campanha iniciou, a intenção era adquirir 12 respiradores para o HRO. “Realizamos uma reunião com a presença dos presidentes dos Conselhos Deliberativo e Consultivo da ACIC com a diretoria do hospital e chegamos à conclusão que o momento atual pede a montagem de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) completas. Por isso, autorizamos a mudança da aplicação dos recursos da campanha. O valor arrecadado será utilizado para aquisição de equipamentos hospitalares para complementar os equipamentos a serem enviados pelos governos federal e estadual para a montagem de 37 novas UTIs”, explicou Akimoto.

A campanha Salve Vidas teve por objetivo contribuir para o tratamento da Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus. Observa-se o aumento do número de contaminação em Chapecó e em todo o País, sendo que a condição mais frequente nos portadores da Covid-19 em estado mais grave que necessitam de internação é a falência respiratória, situação que exige o uso de respiradores, equipamentos que são instalados na UTI.

O presidente da ACIC ressaltou que a comunidade chapecoense tem uma capacidade surpreendente de união e cooperação em favor de causas nobres e de real interesse coletivo. “Não foi a primeira e nem será a última campanha que a ACIC realiza em prol da comunidade. Temos o nosso objetivo do associativismo, da causa empresarial, mas sem perder o aspecto social das empresas. Estamos felizes por colaborar com essa causa muito justa”.