Por: Jornal Sul Brasil | 07/12/2020

 A Acic defende uma reforma tributária justa, que reduza a carga tributária e a burocracia, contribua para dinamizar a economia, devolva a competitividade às empresas e restabeleça as condições de empregabilidade. Para promover a conscientização sobre a necessidade de uma reforma justa e simplificada, a entidade lançou a campanha “Se não for agora, será quando? Se não for provocada por nós, será por quem?”. A ideia é provocar mudanças emergenciais e significativas na gestão pública, equiparando ao setor privado.

Para ampliar os debates, serão promovidos dois encontros on-line neste mês. No próximo dia 10 terá um painel com o economista e ex-secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, das 17h às 18h; e no dia 11 um debate com parlamentares do Oeste, das 8h às 09h. Participarão o senador Jorginho Mello e os deputados federais Caroline De Toni e Celso Maldaner. A mediação será do jornalista e historiador Moacir Pereira. A transmissão será pelo canal da ACIC no Youtube.

De acordo com a diretora Administrativa Adjunta da ACIC e coordenadora da campanha, Luiza Utzig Modesti, a intenção é cumprir o papel da entidade de orientar os associados em pautas significativas. “A reforma tributária é urgente e precisa ser encaminhada o quanto antes. Com união, temos mais forças para aumentar a competitividade das empresas, gerar mais empregos, distribuir melhor a renda, tornar a economia mais dinâmica e muito mais. Acreditamos numa reforma que seja justa para todos os brasileiros, especialmente através da simplificação e eficácia”.

 

 

PAINEL DE DEBATES

Dia 10 de dezembro (quinta-feira): das 17h às 18h, com o economista e ex-secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra;

Dia 11 de dezembro (sexta-feira): das 8h às 09h, com o senador Jorginho Mello, os deputados federais Caroline De Toni e Celso Maldaner e mediação do jornalista e historiador Moacir Pereira.

A transmissão será pelo canal da ACIC no Youtube.