Por: Jornal Sul Brasil | 22/07/2020

Após a vitória no jogo de ida das quartas de final do Campeonato Catarinense, a Chapecoense retomou os treinos com foco total na partida de volta – marcada para acontecer no dia 29 de julho. Para o capitão Alan Ruschel, o desempenho no primeiro embate deve ser exemplo para o confronto decisivo. “A gente venceu o jogo porque se preparou bem pra isso. A gente estava com único e exclusivo objetivo de fazer um grande jogo dentro de casa e conseguimos isso. Agora, com mais tempo para se preparar – porque quanto mais tempo, melhor. Assim como nós, o Avaí também teve uma pausa de uma semana por conta dos casos que ocorreram, mas já voltamos aos treinos e estamos nos preparando e estudando bem a equipe do Avaí. Analisando o primeiro jogo, vendo o que a gente errou pra não errar no jogo seguinte e, consequentemente, fazer mais uma grande partida”.

Questionado sobre a situação relacionada à pandemia do novo Coronavírus, Alan falou sobre a preocupação, mas afirmou que o trabalho precisa continuar e, por isso, todos os cuidados estão sendo seguidos. “A gente vem se sentindo da mesma maneira de quando tudo começou. Assustados com os números que crescem a cada dia, mas a gente trabalha, precisa disso pra sustentar as nossas famílias – assim como qualquer cidadão – e tomamos todos os cuidados possíveis, porque quanto menos pessoas se contaminarem, melhor. Afinal, nós estamos brigando contra um inimigo invisível, então temos que tomar todos os cuidados, manter a cabeça no lugar e se cuidar para que o mais rápido o possível as coisas melhores”.

Por fim, o atleta destacou a alegria em poder retornar aos gramados depois de tanto tempo e exaltou o desejo de que haja sequência de jogos para que todos possam matar a saudade. “Sensação incrível voltar a jogar depois de muito tempo. Aquele friozinho na barriga, assim como todos os jogos, mas foi um jogo diferente, não vou mentir, porque estava realmente muito ansioso pra que a bola voltasse a rolar logo, porque não só eu, mas o clube, os meus companheiros e os torcedores estavam com saudades. E nós fomos premiados com uma vitória e isso nos deixou muito felizes”.

Por Alessandra Seidel