Por: Coluna Pelo Estado por Ewaldo Willerding | 19/02/2021

Mais informações e análises, especialmente sobre economia industrial de Santa Catarina, num espaço remodelado com base em novas funcionalidades, com foco na experiência do usuário. Esse é o novo portal do Observatório da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) que foi lançado nesta quinta-feira, 18, em evento online a partir da sede da entidade em Florianópolis. A plataforma, que passou por uma reestruturação tecnológica, reúne as principais informações da economia catarinense e do país, agora sob novo endereço (https://observatorio.fiesc.com.br).
Para o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, o Observatório se consolidou, ao longo de sua existência, como referência em informação econômica de credibilidade e em 2020 deu importante contribuição ao enfrentamento da Covid-19.
“O Observatório passa a contar com um ambiente moderno e dinâmico, além de novos conteúdos, onde as informações são localizadas mais facilmente. São novidades que vão ampliar a interação do Observatório com a indústria e aperfeiçoar os serviços prestados. Nesta nova fase, reforçamos a função do Observatório como centro de inteligência. Ou seja, vamos apoiar ainda mais empresas e organizações na tomada de decisão”, afirma Aguiar.
O diretor de inovação e competitividade da Federação, José Eduardo Fiates, destaca que o site está mais automatizado. “Vamos ter um conjunto de informações abertas à sociedade e também informações exclusivas que vão auxiliar as decisões dos empreendedores”, salienta.
Ao navegar pela plataforma, o usuário vai encontrar cinco menus principais: soluções, cenário econômico, indicadores, publicações e SC Competitiva.
Enfim, um novo portal de cara nova, com informações necessárias e fundamental sobre a dinâmica e moderna economia de Santa Catarina.

Unidade
Uma rápida resposta por parte do governo foi possível ampliar para mais 34 leitos de leitos de UTI e 10 leitos de enfermaria na região Oeste. A ativação será de 29 leitos de UTI no Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, cinco de UTI no Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê, além de 10 leitos clínicos no Hospital Frei Bruno, em Xaxim. A previsão é de abrir as novas vagas nesta sexta-feira, 19. A demonstração de unidade e agilidade, com o governador Carlos Moisés à frente, fez tranquilizar a população de uma das mais importantes regiões de SC.

Saúde
A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa foi oficialmente instalada na manhã desta quinta-feira,18, com o deputado Neodi Saretta (PT) sendo reconduzido à presidência e o deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB) sendo eleito para a vice-presidência.Já na condução dos trabalhos da comissão, Saretta confirmou que pretende dar prosseguimento aos debates envolvendo a pandemia de Covid-19 no decorrer do ano de 2021. Para o próximo dia 24, às 9 horas, já foi fixada uma audiência pública para que a Secretaria de Estado da Saúde apresente aos deputados o relatório de prestação de contas referente ao 3º quadrimestre de 2020. A Comissão de Saúde também é integrada pelos deputados Valdir Cobalchini (MDB), Jair Miotto (PSC) e Ada Faraco de Luca (MDB).

Lebon Régis
Lebon Régis está entre os municípios com os menores IDH do Estado. Desde 2013, não havia visita de um governador. Nesta quinta-feira, 18, Carlos Moisés esteve na cidade e liberou R$ 870 mil em emendas parlamentares, além de R$ 300 mil para a Escola Municipal Princesa Izabel. O governador ainda anunciou R$ 20 milhões para a recuperação da SC-135, entre Rio das Antas e Videira. Para o Aeroporto Municipal Ângelo Ponzoni, em Videira, Carlos Moisés ainda anunciou R$ 648,4 mil.

Samu
A Alesc aprovou a convocação do secretário da Saúde, André Motta Ribeiro, para tratar do contrato do Estado com a OZZ Saúde, responsável pela administração do Samu em Santa Catarina. A data da sessão especial com o secretário ainda será definida. A convocação partiu de dois requerimentos aprovados por unanimidade pelos deputados, de autoria de Bruno Souza (Novo) e Jessé Lopes (PSL). Os problemas entre a empresa e o governo na gestão do serviço têm sido tema frequente nos pronunciamentos dos parlamentares estaduais.