Por: Quirino Ribeiro | 15/01/2021

A secretaria de Saúde do Estado vai liberar R$ 10 milhões para colocar em funcionamento 14 salas cirúrgicas no quarto e quinto andares do novo prédio do Hospital Regional do Oeste. A informação foi repassada pelo secretário de Saúde do Estado, André Mota Ribeiro, ao prefeito de Chapecó, João Rodrigues, em audiência realizada na tarde de quarta-feira.

PRESENÇAS

Também participaram do encontro o chefe da Casa Civil do Estado, Eron Giordani, o secretário municipal de Saúde, coronel Luiz Carlos Balsan, e seu adjunto, Jader Danielli. O prefeito João Rodrigues disse que, com a implantação das salas cirúrgicas, poderá ser atendida a demanda represada de mais de cinco mil cirurgias eletivas.

PREFEITO JOÃO RODRIGUES

“Os R$ 10 milhões serão utilizados na compra de equipamentos para ativar os 14 centros cirúrgicos. Segundo o secretário o dinheiro está pronto para ser liberado, dependendo apenas de alguns trâmites entre o hospital regional e o estado. Isso vai nos permitir iniciar os mutirões de cirurgias. Também solicitamos a liberação da hemodinâmica. Foi uma reunião muito produtiva”.

O SECRETÁRIO DE SAÚDE

André Mota Ribeiro disse que pretende visitar a região no início de fevereiro. “Foi um encontro bastante produtivo. Pudemos sentir muita boa vontade do prefeito João Rodrigues de trabalhar em formato de parcerias com o Estado. O Hospital Regional do Oeste atende toda a região e precisa de uma atenção especial. Não estamos medindo esforços em melhorar o atendimento em saúde para a população de Chapecó e de todo o Oeste”.

CONVÊNIO

Também foi tratada da renovação do convênio com a Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira, administradora do HRO, que é de R$ 2 milhões mensais. Outro assunto foi a regionalização do Hospital da Criança, que é administrado pela mesma organização social.

EM OUTRA AUDIÊNCIA

Com o chefe da Casa Civil, Eron Giordani, que é oestino, foi tratado dos primeiros encaminhamentos para elaboração do projeto do “Elevado da Bandeira”. O objetivo da atual administração é construir um elevado para evitar os engarrafamentos na rótula da BR-480 com as avenidas Leopoldo Sander e Fernando Machado. Depois o projeto será encaminhado ao governador Carlos Moisés da Silva para buscar uma parceria na obra.

VACINAS

Ao observarmos com atenção as postagens sobre vacinas nas redes sociais, chegamos à conclusão de que vivemos em época onde predomina a opinião rasa, o conhecimento superficial, a informação inútil e a ignorância.

FORD

Não existem dúvidas de que a Ford há muito vinha perdendo mercado no Brasil. Porém, depois de 100 anos (desde 1919) produzindo veículos no País, é surpreendente a decisão da montadora de fechar as três fábricas e abandonar o Brasil, transferindo a produção para Argentina. Além da redução na arrecadação de impostos, no mínimo 5.000 trabalhadores vão perder os empregos. O Governo Federal se tivesse nestes dois anos e um mês de gestão apoiado a aprovação da reforma tributária, certamente, com custo de produção menor a Ford não teria encerrado atividades no Brasil, já que produzir no País é muito caro.

 

“Nada acontece na vida por acaso, para tudo tem um motivo e uma solução”.