Por: Quirino Ribeiro | 03/09/2020

Com as convenções, a campanha entra na sua etapa inicial, pois os partidos irão, oficialmente, apresentar os times que vão à democrática jornada de caça ao voto. A partir desta segunda-feira, os partidos foram autorizados a realizar suas convenções, quando são formalizados os candidatos a prefeito e vice e definida oficialmente a lista de postulantes a uma vaga na Câmara Municipal. As convenções são atos solenes com viés de festa, por indicarem o ciclo oficial de busca ao voto. Agora por causa da pandemia, com novo formato, sem aglomerações.

É NESTE PERÍODO

Que se formalizam alianças, embora o pleito de 2020 seja marcado por mudanças estabelecidas pelo Congresso, com respaldo da Justiça Eleitoral. As alianças partidárias vão se consolidar somente no voto majoritário, isto é, para o Executivo, enquanto na corrida pela Câmara é cada um por si, dado que terá forte influência na formação da próxima legislatura.

A ATUAL AINDA TEM A DISTORÇÃO

Corrigida com a mudança, de ter entre os eleitos vereadores que tiveram desempenho aquém de outros candidatos que não conseguiram o mandato. Chegaram ao posto em decorrência das coligações. Dentro da regra. Agora, os partidos é que terão que puxar seus candidatos, sem contar com os aliados.

O PERÍODO SERÁ PAUTADO

Ainda por um número expressivo de candidatos em decorrência do fim dessas coligações. Para obter mais visibilidade, as legendas, mesmo cientes do baixo desempenho de seus indicados, deverão lançar candidatos a prefeito. Ganharão tempo na propaganda gratuita e poderão ser vistas pelos eleitores.

SANTA CATARINA

Os catarinenses vão às urnas em 15 de novembro no primeiro turno para eleger prefeitos e vereadores nas 295 cidades do estado nas eleições 2020. Na última eleição municipal, em 2016, os municípios de SC elegerem um total de 2.898 vereadores nas 295 câmaras. O número exato de quantas cadeiras estará em disputa para o Legislativo nas cidades de SC em 2020 só será confirmado no início de setembro. Esse é o prazo que as câmaras municipais têm para informar a Justiça Eleitoral sobre quantas vagas estão em jogo.

A CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Define limites máximos de vereadores para as câmaras de acordo com o tamanho da população. Municípios com até 15 mil habitantes, por exemplo, podem terno máximo nove cadeiras no Legislativo. As cidades podem, no entanto, estabelecer números menores que esse limite máximo constitucional, como fazem algumas das cidades catarinenses. As vagas no estado nas maiores cidades são: Florianópolis: 23 vereadores, Joinville: 19 vereadores, Blumenau: 15 vereadores, São José: 19 vereadores e Chapecó: 21 vereadores.

SENAR/SC CAPACITA 40 NOVOS TÉCNICOS

Para prestar assistência aos produtores, profissionais que auxiliam no trabalho de campo e no gerenciamento das propriedades rurais em todo o Estado.  O treinamento alinha a metodologia nacional do programa e reforça as técnicas aplicadas em SC nas cadeias leiteira, pecuária de corte, ovinocultura, piscicultura, agroindústria artesanal e fruticultura, com metas para o planejamento estratégico das propriedades e capacitar os trabalhadores para o empreendedorismo e a gestão dos negócios.

“Tenha fé em Deus, tenha fé na vida, tente outra vês”. (Raul Seixas)