Por: Quirino Ribeiro | 30/01/2020

Com esta realidade a disposição para investir na indústria é a maior em 6 anos. A consolidação da recuperação da atividade e as expectativas otimistas dos empresários aumentaram a disposição da indústria para investir nos próximos seis meses. O índice de intenção de investimento subiu 1,1 ponto na comparação com dezembro e atingiu 59,2 pontos em janeiro.

FOI O QUARTO AUMENTO CONSECUTIVO

Do indicador, que alcançou o maior nível desde fevereiro de 2014, informa a Sondagem Industrial, divulgada neste dia 27 pela Confederação Nacional da Indústria. O indicador varia de zero a cem pontos. Quanto maior o índice, maior é a disposição para os investimentos. O aumento dos investimentos é importante para a criação de mais empregos e para acelerar o ritmo de crescimento da produção e da economia. (Fonte: CNI)

EDUCAÇÃO É PRIORIDADE

Olhando os dois gigantes asiáticos Coreia do Sul e Japão, nos dá a dimensão de que grande nação não se constrói com falácias e falsas promessas, mas sim com educação de qualidade para todos, independentemente de cor, credo, raça ou classe social. Neste quesito, o Brasil tem muito que avançar, mas o presidente Jair Bolsonaro está mostrando que o novo governo está comprometido com a área.

SE O BRASIL

Quiser de fato entrar para o rol dos países desenvolvidos não basta ter boa relação com o governo norte-americano, e sim investir efetivamente em ensino de qualidade. Além do combate ao analfabetismo, de investimento no programa nacional das escolas cívico-militares, da política nacional de alfabetização e da lei que dispõe sobre educação domiciliar, um dos atos do governo federal é o investimento na educação básica, fator primordial para que tenhamos ensino de qualidade.

GRAVIDADE DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO AUMENTOU.

Quando falamos da violência dos acidentes, quase sempre a velocidade é um dos fatores de riscos identificados. Alem de ultrapassagem indevida, falta de cinto de segurança, Alcoolemia, motociclistas sem capacete, uso do celular, falta de atenção e não manter distância do veículo à frente. O que é possível observar é que as ocorrências têm se tornado mais violentas, a despeito da evolução no quesito segurança que os veículos nacionais tiveram a partir de 2014 com a obrigatoriedade dos freios ABS e airbags.

SANTA CATARINA REGISTROU EM 2019

Nas rodovias federais do estado, segundo a Polícia Rodoviária Federal, um total de 8.424 acidentes, nos quais 10.276 pessoas ficaram feridas e 403 perderam a vida no local da ocorrência. É o terceiro menor número de mortes em 24 anos de levantamento em rodovias federais no estado. É o terceiro menor número de mortes em 24 anos de levantamento em rodovias federais no estado. A rodovia com maior número de mortes foi a BR 101, seguida pela BR 282 e pela BR 470: É preciso considerar o aumento da frota de veículos em circulação, tanto estadual quanto nacional.

IMPASSE DOS RADARES MÓVEIS NAS ESTRADAS

Em agosto do ano passado, o presidente Jair Bolsonaro determinou a suspensão do uso do equipamento de fiscalização de velocidade. Contudo, a Justiça Federal suspendeu a decisão, alegando que o presidente invadiu competências do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). No dia 23 de dezembro, a PRF anunciou que voltou a usar os radares móveis e portáteis para fiscalizar cerca de 5 mil quilômetros de estradas no país.

22° ITAIPU RURAL SHOW

Iniciou ontem e segue até sábado a exposição destaque nacional para o agronegócio, que além de toda demonstração de novas técnicas, tecnologias e produtos, dá destaque ao conhecimento com oportunidade de se atualizar em assuntos agropecuários promovendo palestras temáticas sobre Avicultura, Suinocultura, Bovinocultura Leiteira, Ovinocultura, Cultivares da Epagri, Horticultura, Cereais, Plantas Medicinais, pastagem, Irrigação, Feno e Pré-secado. Amanhã (31) às 10 horas, palestra sobre o Cenário da Economia, Mercado Financeiro e Mercado Agrícola e às 14 horas, palestra sobre Alimentação Saudável. O ingresso no evento é livre, assim como o estacionamento com seguranças. Completa praça de alimentação com lanches o dia todo e almoço.

“Por um mundo com menos dedos apontados e mais mãos estendidas”.