Por: Quirino Ribeiro | 06/05/2020

Aqueles que pensavam que a doença do Coronavírus só atingiria aos outros, começam a sentir que o vírus está se alastrando por todas as partes. No oeste catarinense parecia que o Covid-19 não iria chegar e quem se descuidou está sentido na pele. Está avançando muito mais rapidamente do que nos grandes centros.

ESSA PREOCUPAÇÃO

Foi externada pelos presidentes das cooperativas filiadas á Fecoagro/SC em reunião por teleconferência convocada pela Federação. Claudio Post, presidente da Fecoagro/SC, um dos integrantes do Grupo de Crise do setor produtivo constituído pelo Governo do Estado, disse que a doença está atingindo algumas indústrias da região oeste. Na reunião, a Fecoagro catarinense ouviu individualmente todos os dirigentes das cooperativas, onde foram relatados fatos preocupantes com o avanço da doença.

EMPRESAS QUE NÃO TIVERAM OS CUIDADOS

Recomendados expuseram seus funcionários a risco e agora estão com a saúde comprometida e espalhando vírus pelas cidades, avançando a epidemia que pode atingir o meio rural. As cooperativas, desde o inicio estão seguindo todas as orientações higiênicas e de isolamento recomendadas pelas autoridades de saúde e não registraram nenhum caso até agora, mas pela velocidade da propagação temem que possa acontecer.

A PREOCUPAÇÃO É

De que se tiver que haver paralisação no campo, as consequências serão imprevisíveis, pois a agricultura e a pecuária têm calendário natural na produção e, as safras e abates não podem parar. E se isso acontecer, além dos prejuízos e comprometimento da safra do agricultor, haverá repercussão nas cidades com o abastecimento da alimentação a população.

PRESIDENTE DA FECOAGRO

Claudio Post destacou: “Nós como cooperativa sempre temos que estar atentos a todos os movimentos e ser adaptáveis ao momento ou aquilo que precisa ser feito para que a gente acompanhe a crise no dia a dia e consiga superar ela. E nessa reunião nós fizemos então de forma individual o depoimento de todos os presidentes das cooperativas para que repassassem para nós Fecoagro o modo de ação que estão enfrentando o isolamento”.

TODAS AS COOPERATIVAS DA FECOAGRO

Estão hoje obedecendo todas as regras sanitárias, obedecendo todos os protocolos editados pelo governo e desta forma todas as cooperativas estão funcionando normalmente, e, não poderia ser diferente porque afinal nós somos produtores de alimentos e é imprescindível que a produção de alimentos continue.

TODOS OS PRESIDENTES

Das Cooperativas participantes da Fecoagro estão operando dentro das normas estabelecidas e numa forma normal, porém já tomando ações, porque a crise também afeta o agronegócio por falta de demanda e temos a preocupação de, caso a crise se agrave e apareça o foco nas empresas e aí sim tomar medidas drásticas.

MAS, COM O ISOLAMENTO

Que nós estamos tendo acredito que a gente vai conseguir sobreviver a essa crise e passar essa pandemia de forma que a gente possa sair mais fortalecido dela. Então as cooperativas estão trabalhando firmes e estão com esperança no futuro, eles já estão preparados para os desafios que nós estamos enfrentando. (Fonte: Federação das Cooperativas Agropecuárias de Santa Catarina (Fecoagro/SC).

“Não se pode criar experiência. É preciso passar por ela”. (Albert Camus)