Por: Quirino Ribeiro | 27/12/2019

O lucro das estatais federais até setembro cresceu 70%. As cinco principais estatais federais que se sustentam com receitas próprias – Petrobras, Eletrobrás, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) – lucraram R$ 85,2 bilhões de janeiro a setembro deste ano. O valor é 70% maior que os R$ 50,2 bilhões de lucro registrados no mesmo período de 2018. As cinco empresas concentram 96% dos ativos do governo federal em empresas públicas.

MINISTÉRIO DA ECONOMIA

Conforme informação do ministério, a reestruturação das estatais, por meio de programas de demissão voluntária, redução de endividamento e corte de gastos, contribuiu para o aumento do lucro das empresas públicas. A redução de gastos, no entanto, afetou os investimentos (obras e compra de equipamentos).

SEGUNDO O MINISTÉRIO

Da Economia, a queda nos investimentos pode ser explicada como um retorno à normalidade. De acordo com a pasta, as empresas públicas foram usadas por muitos anos para investimentos em projetos de qualidade duvidosa. Com a reestruturação das empresas, o governo está se concentrando em projetos viáveis e com retorno garantido.

JAIR BOLSONARO

Só precisa entender que está presidente e ser diplomático e comedido em suas falas. Mas só pelo fato de interromper o nocivo bolivarianismo, acabar com as invasões, aprovar a reforma da Previdência para estancar o crescente déficit e criar condições para gerar emprego já valeu a pena. No fiel da balança, não obstante o Congresso Nacional desalinhado com o governo e o STF (Supremo Tribunal Federal) indeciso no combate ao crime, Bolsonaro em um ano foi mais produtivo que seus antecessores em duas décadas, além de afugentar o mal que assolava o Brasil e nos dar esperança de um futuro promissor.

EXPORTAÇÃO RECORDE

Maior produtor nacional de suínos, Santa Catarina encerra o ano de 2019 com recorde em sua participação internacional alcançando o maior volume e faturamento desde 1997, quando começaram as análises de dados de exportação. Ao longo do ano, foram 373,5 mil de toneladas embarcadas, gerando um faturamento de US$ 766,4 milhões. Boa parte das mercadorias vai para o mercado chinês.

O AGRONEGÓCIO DE SC

“Vive um momento muito bom, principalmente o setor produtivo de carnes. Os produtos catarinenses já são reconhecidos em todo o mundo como sinônimo de qualidade, temos a confiança do mercado internacional e grandes diferenciais devido ao cuidado com a saúde do nosso rebanho. Colhemos agora o resultado de muito trabalho e investimento para manter a sanidade animal e a excelência da produção catarinense”. (Ricardo de Gouvêa – Secretário de Estado da Agricultura, da Pesca).

NOSSOS DIFERENCIAIS

SC é reconhecida internacionalmente pela qualidade do seu agronegócio e o cuidado com a saúde animal e vegetal. É o único estado brasileiro reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa sem vacinação e área livre de peste suína clássica. Esses são requisitos fundamentais para acessar os mercados mais competitivos.

RETA DE CHEGADA PARA 2020

É hora de vestir-se de otimismo, de determinação. Afinal, tem novo ano nascendo! Tem novo recomeço te chamando! No meio da pressa, parece que nunca temos tempo para realizar nossos sonhos e projetos. Mais um ano se passou. Foi tudo tão rápido. Você olha para trás e vê sucessos e decepções, tristezas e alegrias, fantasias e realidades.

QUE VENHA 2020!

Apesar de tudo, chegamos ao tão esperado 2020. Estamos chegando ao dia da confraternização mundial – ano novo, vida nova. Tempo de avaliar o que passou, para repetir os acertos e corrigir as falhas, para perdoar e esquecer as mágoas. É hora de recomeçar.  Que venha um feliz ano novo, repleto de saúde, paz e prosperidade.

 

Cultive sonhos grandes e preocupações pequenas”. (Autor Desconhecido)