Por: Tadeu Costa | 11/02/2020

A equipe da Associação Chapecoense de Caça e Tiro/PMC/Paviloche/Mantomac dominou a abertura do Campeonato Catarinense de Tiro ao Prato. Em casa, o time de Chapecó venceu nos três estilos e deu uma demonstração de força na busca pelo bicampeonato estadual. As provas contaram pontos para a Liga Brasileira de Tiro ao Prato.

O evento começou na quinta-feira dia 6, terminou no último domingo dia 9 e reuniu atiradores de 24 equipes de Santa Catarina, na sede da ACCT, na região do aeroporto. Atletas de outros estados também participaram. Ari Sergio Pereira veio da Bahia para defender o clube de Chapecó. Baiano, como é conhecido, não iria mais competir fora do seu estado, mas decidiu de última hora reforçar o grupo chapecoense. Ele foi o único a atingir o escore perfeito na etapa: 100 acertos em 100 disparos.

Os anfitriões fizeram a festa em seu reduto. Na categoria trap single 100, a ACCT/PMC/Paviloche/Mantomac somou 388 pontos, nove a mais que o segundo clube, o Clube Blumenauense. No trap single 200, 779 para Chapecó e 769 para o time de Blumenau. No trap double, os donos da casa marcaram 269 pontos, contra 261 do Clube José Siebert, de Tubarão.

A Federação Esportiva de Caça e Tiro de Santa Catarina elogiou a organização. “Parabéns equipe de Chapecó, vocês atenderam 210 atiradores nesse fim semana”, enviou a entidade à diretoria da ACCT. A próxima etapa do Catarinense será de 6 a 8 de março, em Agrolândia.

A pontuação deste fim de semana também valeu para a primeira etapa da Liga Brasileira. Esse campeonato junta os pontos de outras competições estaduais e regionais realizadas em todo o Brasil e se encerra no fim da temporada. Além de atual campeão estadual, Chapecó faturou em 2019 o título da Liga no trap double.