Por: Tadeu Costa | 10/02/2020

Final de semana muito legal em função da ida a Itajaí para a transmissão do jogo da Chapecoense com o Marcilio. Sobrou um tempo para visitar o amigo Sergio Santos, grande Ringo de Balneário Camboriú, na foto com a esposa Rose. Pessoas fantásticas como fantástico é nosso amigo Lico de Brusque,  com residência também em Porto Belo. Aliás, em Porto Belo participei de um encontro no Barraco do Zeca, ex-goleiro do Marcílio Dias, Avaí e outros clubes pelo Brasil. Pessoas bacanas do litoral que gostam muito do nosso Oeste, especialmente o Ringo e o Lico, amigos Kamangueiros de muito tempo de amizade com o Jacaré Menezes e  o Badá. Momentos assim na vida vale a pena.

Seis Tijolinhos

*A tarde de domingo dedicamos com o companheiro Carlos Augusto Padilha para a transmissão de Marcílio Dias x Chapecoense, uma partida de vida ou morte para a Chapecoense, até então na vice-lanterna do campeonato catarinense. Único resultado que interessava era a vitória.

**Técnico Hemerson Maria teve uma semana inteira para arrumar o time a fim de buscar a primeira vitoria e sair do perigo. Promoveu a estreia  de jogadores recém chegados, como Paulinho Mocelin e Alan Santos. O Marcílio Dias muito motivado, com seu torcedor empolgado e acreditando em uma vitoria do Marinheiro. Vamos ao jogo.

***A bola rolou para mais uma vez um gramado miuto enlameado. Choveu muito em Itajaí e o campo enxarcou para valer. A Chapecoense tem sofrido muito com campo molhado, alguns jogadores perdem as pernas em função do cansaço.

****Mas foi a Chapecoense quem jogou mais no primeiro tempo. Situações de gol aconteceram pelo menos três. A conclusão está falha e não teve o matador. Lá pelos 43 minutos o lateral direito Rodrigo acertou uma bomba na gaveta do João Ricardo que nem viu a bola. Um a zero para o Marcílio Dias. Coisa de dar medo.

*****Veio o segundo tempo e de cara Hemerson Maria tirou Alan Santos para colocar Paulinho Mocelin. A Chapecoense marcou um gol logo no começo com Paulinho Mocelin, mas o árbitro acabou anulando. A Chapecoense martelou, dominou e criou situações. Só que a maré está bem em baixa e o gol de empate não aconteceu.

******A Situação se complica cada vez, agora está três pontos atrás do Tubarão, que é oitavo colocado. Não tem como ficar na vice lanterna num campeonato catarinense. A Chapecoense é muito grande para estar na situação em que se encontra.

Positivo: Bom público no Dr. Hercilo Luz em Tubarão. A torcida marcilista está ao lado do seu time, coisa que infelizmente a Chapecoense não está conseguindo. Marcílio Dias está de Parabéns.

Negativo: Não tem como continuar com certos jogadores no time titular. Esse catarinense está servindo de laboratório e tomara que a diretoria consiga alcançar as suas metas. Começo de ano bem complicado, mais do que se esperava.

Três Toques

1-Abraço ao José Paraíba Teles que está residindo em Itapema e nos recebeu ontem.

2- Um cidadão do bem que fez muito pela Chapecoense. Merece nosso respeito e tem nossa admiração.

3-A Chapecoense precisa resgatar essas pessoas do bem e que se doaram anos para a sua sobrevivência.