Por: Tadeu Costa | 10/01/2020

Na foto com o Badá e o Juninho, Pablo Dávi, vice-presidente de marketing da Chapecoense, participou do quadro de esportes da NDTV, ontem. Foi uma entrevista produtiva e esclarecedora, no sentido de deixar o torcedor do Verdão bem a par de como proceder para se associar, nesse plano lançado em que com 60 reais mês pode se associar, na geral, e ver todos os jogos da Chapecoense na temporada. Plano acessível, para ninguém reclamar e dar a sua contribuição ao Clube, nesse momento de dificuldades. Pablo Dávi é mais uma revelação nessa nova safra de dirigentes que surgem para manter nossa ACF viva.

Seis Tijolinhos

* Ainda Em relação a essa nova campanha de sócios, há também planos acessíveis para quem quiser fazer parte nas sociais, cadeiras laterais, cobertas e descobertas. Tem espaço para todos os gostos e possibilidades. Tudo o que entrar será de muita valia para a Chapecoense.

** Se hoje o quadro de sócios da Chapecoense bate nos oito mil, a intenção da diretoria é dobrar esse número. Há possibilidades, sim. 16 mil sócios daria uma excelente arrecadação, seja mensal ou imediata, pois muitos preferem quitar o ano numa pancada só.

*** Com tudo de errado que aconteceu no ano passado, especialmente com a queda de série e os salários em atraso, a necessidade de arrecadar é grande e precisa ser imediata. Como entrar dinheiro já? Somente com a mobilização do torcedor que quer o bem do Clube.

**** Já comentamos aqui e nunca é demais repetir, que a Chapecoense trabalhará com três folhas de pagamento nessa temporada e por várias que virão: Folha das indenizações, dos atrasos do ano passado e do atual time e demais funcionários.

***** Não é pouca coisa. Podem colocar aí três milhões por mês.  Significa isso 36 milhões só de folhas de pagamento, em 2020. Como arrecadar três milhões por mês? Não é tarefa simples.

****** Sempre importante ressaltar o que disse o presidente Paulo Magro na semana: “Nessa temporada, não haverá erro individual na Chapecoense, enquanto diretoria. Todas as decisões são tomadas em conjunto. Se houver erro, será coletivo. Faremos de tudo para não cometer.” Amém!

Positivo: Há muitos anos acompanhando a Chapecoense em inícios de temporada, sinto nessa um ar de satisfação por parte de quem está diretamente envolvido e também perante o torcedor. Fluídos positivos só ajudam.

Negativo: O mesmo não podemos afirmar em relação ao que vivemos no início da temporada passada. Aquele janeiro de 2019 foi pesado, como pesada foi toda a temporada que culminou com o rebaixamento.

Três Toques

1-Bem melhor, por exemplo, ver hoje um Neto junto no Departamento de Futebol. Ali é gente.

2-No passado, a essas horas, tínhamos que conviver com a arrogância e petulância de um Chumbinho.

3-E o cara mandava prender e mandava soltar. Metia chumbo, inclusive, no presidente. Meu Pai!