Por: Jornal Sul Brasil | 08/07/2020

O prefeito Luciano Buligon, a secretária de saúde Maristela Rocha e a diretora técnica da secretaria de saúde Aldarice Pereira da Fonseca fizeram na manhã desta quarta-feira dia 8 uma coletiva para atualizar o cenário do Coronavírus em Chapecó. Em sua fala Buligon comentou a cerca das novas decisões tomadas pela administração e disse que todas estas foram baseadas em critérios técnicos, e baseadas na proteção a vida das pessoas.

Buligon ainda comunicou que o município de Chapecó acatou todos os decretos emitidos pelo governo do Estado. O primeiro decreto autoriza o retorno de aulas presenciais do ensino superior e de aulas práticas de cursos técnicos em Santa Catarina.

O segundo regulamenta os eventos no sistema drive-in no território catarinense. A portaria nº 465 autoriza a realização de eventos públicos nesta modalidade – cinema, shows, apresentações teatrais e musicais – e estipula uma série de rigorosas normas que devem ser obedecidas pelos organizadores. Entre as regras, estão a obrigatoriedade de uso de máscaras, aferição de temperatura dos trabalhadores e clientes na entrada do local do evento, número reduzido de pessoas e proibição para que os participantes deixem os veículos durante o espetáculo.

O terceira portaria nº 466, regulamenta as competições de futebol profissional no Estado de Santa Catarina e permite a retomada dos jogos, desde que atenda regras sanitárias rígidas e específicas. Não será permitida a presença de público nos estádios, por exemplo, assim como os clubes deverão atuar com número reduzido de funcionários em dias de jogos é proibida qualquer tipo de aglomeração de torcedores e torcidas organizadas. As conversas com os clubes de futebol já eram feitas há semanas com representantes médicos das entidades.

Além disso Luciano Buligon também enalteceu que a partir deste momento os parâmetros para novas aberturas ou novos fechamentos serão determinados pelo governo do Estado a partir de um sistema de bandeiras e que deverá ser acatado por todas as regiões.

O prefeito salientou ainda o trabalho da assistência social e voltou a salientar que “nenhum chapecoense está passando fome”. Ele comentou ainda o baixo índice de mortalidade em Chapecó, e pediu que todos colaborem e tomem todos os cuidados devidos para evitar o aumento do número dos casos.

A Doutora Aldarice atualizou que Chapecó está com 3.047 casos confirmados de Coronavírus, dos quais 10 estão em internados em UTI, 8 em enfermaria e 267 em isolamento domiciliar. Até agora  2.751 pacientes estão recuperados e o número de óbitos segue em 11. Os casos suspeitos são 344, dos quais 5 estão internados em enfermaria e 4 em UTI.  Desde o início da pandemia 3.359 casos foram descartados.  A taxa de ocupação hospitalar da enfermaria está em 28% e da UTI em 38%.

Dos residentes em outros municípios internados em Chapecó são 14 casos confirmados, dos quais 3 estão internados em enfermaria, 5 em UTI, e seis óbitos. Os casos suspeitos são 4, dois internados em UTI e dois em enfermaria. O Ambulatório da Campanha do Centro prestou 3.155 atendimentos e o da Efapi 3.037. O serviço de Escuta e acolhimento recebeu 1.177 ligações e a Triagem médica efetuou 8.230 atendimentos. Até agora o Disque Denúncia aplicou 74 multas.

Coletiva de imprensa 08/07/2020

🔴 Coletiva de imprensa nesta quarta-feira (08) com as últimas informações sobre o coronavírus.Participam da coletiva o Prefeito Luciano Buligon e representantes da Secretaria de Saúde.A transmissão conta com o apoio da interprete de libras.#chapecó #coronavírus #saúde #coronavíruschapecó #prevenção

Publicado por Prefeitura de Chapeco (Oficial) em Quarta-feira, 8 de julho de 2020