Por: Jornal Sul Brasil | 04/11/2020

A candidata a vereadora Ana Lucietto (PSL) visitou o Diário SB nesta terça-feira dia 3 e foi recebida pelo gerente comercial Vilson Zanin. Ana é jornalista e publicitária de formação, tem 33 anos, é natural de Chapecó e tem ainda especialização em comunicação estratégica e política.

Em sua fala Ana comentou que colocou seu nome a disposição para concorrer ao cargo por entender que é preciso participar. “A política interfere diretamente na vida de todos, não adianta só discursar, apontar os erros, é preciso participar dela. Acredito que o papel do vereador seja também de informar a sociedade, para que ela saiba em que porta bater quando precisa de um serviço por exemplo, que documentação precisa para determinados processos. O vereador também precisa legislar e fiscalizar todas as áreas, como saúde, educação para que as obrigações destes sejam cumpridos,” salientou.

Nos projetos, Ana destacou que fez uma consulta popular com 168 pessoas através de um questionário que apontou três pontos fundamentais que a população pede que o vereador trabalhe. O primeiro é o  incentivo ao empreendedorismo, no que tange o auxílio para a formalização das pessoas e dos pequenos negócios, o segundo ponto defendido é a capacitação para o 1º emprego , com troca de experiência e voluntariado, e o terceiro ponto é auxílio na segurança pública com ajuda para o aparelhamento e modernização tecnológica dos órgãos.

Ana defendeu ainda a importância de ajudar o cidadão a conhecer o papel de cada órgão e defendeu o acesso a informação e a educação como pilares fundamentais para o trabalho de um vereador.

A candidata acredita estar preparada para o desafio por ter trabalhado por 15 anos na comunicação da gestão pública, e disse ainda conhecer de perto os processos e saber os caminhos. “Acredito que o poder público deve abrir caminhos que auxiliem a sociedade na concretização de suas solicitações e necessidades, enfim trazer soluções que facilitem a vida das pessoas,” concluiu.

Ana defende ainda expor através da comunicação os serviços e projetos existentes na área do desenvolvimento econômico, propor melhorias nas vias de acesso rurais para incentivar o empreendedorismo, incentivar a adoção de tecnologia e inovação nos negócios, através de cursos, workshops e similares.