Por: Jornal Sul Brasil | 13/04/2020

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Chapecó adquiriu 10 mil máscaras para distribuição no comércio da cidade nos próximos dias. A medida busca proteger lojistas e consumidores e prevenir a população chapecoense do contágio do novo Coronavírus. De acordo com o presidente da entidade, Clóvis Afonso Spohr, a iniciativa da CDL atende determinação dos órgãos de saúde e contribui para frear o avanço da pandemia no município, diante da reabertura do comércio autorizada nesta semana.

“A liberação das atividades do comércio era um anseio do setor para tentar repor as perdas dos dias parados, sem ter que demitir ou comprometer drasticamente o ano dos lojistas. Agora, nosso compromisso é trabalhar de forma responsável, segura e de acordo com os procedimentos e as exigências necessárias para combater o vírus. Nós também defendemos que a saúde está em primeiro lugar”, declara Spohr.

Para a distribuição das máscaras, a CDL montará tendas no centro da cidade e em alguns bairros e entregará o material aos consumidores que estiverem visitando o comércio local. Segundo o diretor executivo da CDL Chapecó, Jeancarlo Zuanazzi, além de garantir maior segurança aos comerciantes, a ação conscientizará a população sobre a importância do uso das máscaras para prevenção à Covid-19.

Zuanazzi reforça que na ação no comércio, a CDL também orientará os lojistas sobre as exigências preventivas e protetivas do decreto estadual para o retorno do setor. Entre elas estão o afastamento mínimo de um metro e meio entre as pessoas, o atendimento com capacidade reduzida em 50% e o uso de álcool em gel, luvas e máscaras.

De acordo com a portaria 244 da Secretaria de Estado de Saúde, todos os trabalhadores deverão usar máscaras de TNT ou algodão durante o seu turno de serviço, independentemente de estarem em contato direto com o público. Também, os provadores das lojas devem estar fechados e não é permitida a prova de vestimentas em geral, acessórios, bijuterias, calçados, entre outros. Nos estabelecimentos em que os clientes manuseiam roupas ou produtos de mostruários, a orientação é para que os mesmos tenham as mãos higienizadas com álcool em gel 70%, preparações antissépticas ou sanitizantes de efeito similar.

Todas essas orientações foram reunidas pela CDL Chapecó em um cartaz que será fixado em todos os estabelecimentos comerciais do município.

“Só venceremos essa crise se todos contribuirmos com as medidas necessárias. O setor só estará inteiramente bem se os consumidores e toda a população também estiverem”, sublinha Zuanazzi.