Por: Jornal Sul Brasil | 30/07/2020

Em Chapecó, a instituição Viver Ações Sociais, que atende estudantes contra turno escolar, foi a escolhida para receber os R$ 238,5 mil do Projeto Bônus Eficiente da Celesc. “Com essa doação, vamos investir no serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, que atende diretamente 360 crianças, adolescentes e adultos vindos de famílias em vulnerabilidade social”, comemorou uma das fundadoras, Elisiani Schmidt Sanches.

De acordo com o presidente da Celesc, em momentos de pandemia como o atual, a responsabilidade social da empresa se torna ainda mais presente. “Desejamos que os recursos sejam utilizados da melhor maneira possível, uma vez que o serviço de todas as instituições é nobre, de entrega de cada um que faz o trabalho efetivamente acontecer em prol de uma sociedade melhor”, destacou Cleicio Poleto Martins.

Programa Viver Ações Sociais

O Programa Viver tem como principal objetivo oportunizar o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos que consiste num espaço de convivência saudável, formação para a participação da cidadania, desenvolvimento do protagonismo – a partir dos interesses, demandas e potencialidades da faixa etária de 6 a 15 anos –, assim como o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários no contra turno escolar. Atualmente, o Programa Viver Ações Sociais compõe a Rede de Proteção Social do Município e está estruturado conforme determina a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

O projeto 

Para essa edição do Projeto Bônus Eficiente, a Celesc adotou um processo de seleção das instituições filantrópicas de assistência social, sem fins lucrativos, a serem contempladas com as doações. Ao todo, o processo recebeu 72 inscrições para a Chamada Pública realizada no segundo semestre de 2019.

 

O projeto consiste em oferecer um desconto de 50% para os consumidores que pretendem substituir eletrodomésticos antigos por novos e com o Selo Procel de economia de energia, mediante doação de R$ 50 que são destinadas à essas instituições filantrópicas. Na entrega do eletrodoméstico adquirido, é possível substituir, de forma gratuita, lâmpadas incandescentes e fluorescentes compactas por LED, mais econômicas e duráveis.