Por: Jornal Sul Brasil | 30/07/2020

­­­­­­­­

Mesmo em um período conturbado para o cenário econômico nacional em meio a pandemia do novo coronavírus, Chapecó continua sendo uma vitrine para o mundo, tanto na geração de emprego quanto no incentivo aos novos negócios. O comportamento do mercado de trabalho formal do Município no primeiro semestre de 2020 mostra que o nosso saldo de empregos está acima dos índices do Estado e do Brasil, com base números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia.

Entre as cidades que mais criaram vagas de trabalho de janeiro a junho, Chapecó aparece em 7º lugar no País, compondo o seleto grupo de 10 municípios* brasileiros com saldo positivo. No semestre foram 20.516 admissões, 18.791 demissões e um saldo acumulado de 1.725 vagas. Os setores que mantiveram o maior número de empregados nestes quatro meses, foram a Indústria de Transformação que obteve um saldo de 3.066 vagas de emprego mantidas (7.850 admitidos e 4.784 desligados), seguido do setor Agropecuário com 38 vagas de saldo positivo (174 admitidos e 136 desligados).

Para o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Arthur Badalotti Smaniotto, “Chapecó alcança o sétimo lugar em saldo de empregos no primeiro semestre deste ano, mostrando novamente que está na contramão da crise, puxado principalmente pelo destaque da indústria de transformação. O Balcão de Empregos também observa esta dinâmica, ampliando semanalmente o número de vagas ofertadas, para os mais diversos setores”.

Os resultados positivos não param por aí. No comparativo com outras cidades em Santa Cataria, Chapecó aparece em 1º lugar com um ótimo desempenho no semestre, à frente das maiores cidade do Estado. Os bons números já vinham desde 2019, quando o Município encerrou o ano com mais de 81 mil empregos formais.

 

Além disso, a implantação da Lei Municipal Complementar da Liberdade Econômica, sancionada em dezembro do ano passado, que desburocratiza os processos e foca em oportunidades, foi uma das ações que impactaram neste saldo positivo de empregos em 2020. “Ações de desburocratização adotadas pelo município ainda em 2019, como é o caso da Lei de Liberdade Econômica, resultaram num aumento da abertura de empresas e consequentemente numa maior oferta de emprego e renda para o cidadão chapecoense”, explica o Secretário.

 

*Lista dos 10 Municípios com saldo positivo na análise Nacional:

1º) Venâncio Aires (RS): 3.778

2º) Parauapebas (PA): 3.141

3º) Santa Cruz do Sul (RS): 2.847

4º) Pontal (SP): 2.253

5º) Rio Verde (GO): 1.868

6º) Matelândia (PR): 1.822

7º) Chapecó (SC): 1.725

8º) São Francisco de Itabapoana (RJ): 1.605

9º) Goianésia (GO): 1.488

10º) Santa Rita do Passa Quatro (SP): 1.473