Por: Jornal Sul Brasil | 27/07/2020

A secretária de Saúde Maristela Rocha, o prefeito Luciano Buligon e a diretora técnica da secretaria de saúde Aldarice Pereira da Fonseca participaram na manhã desta segunda-feira, dia 27, de uma transmissão ao vivo para atualizar o cenário do Coronavírus em Chapecó.

Em sua fala Buligon manifestou sua profunda preocupação com o aumento de casos, a alta ocupação hospitalar tanto de pacientes com Coronavírus quanto com outras comorbidades e pediu encarecidamente a colaboração de todos. Declarou sua indignação com as aglomerações e a desobediência do isolamento social e alegou que mesmo que se instale mais leitos, se não houver colaboração, os hospitais não vão conseguir atender a demanda. ” Nós não conseguimos colocar um policial para cuidar de cada chapecoense, se eu pudesse colocaria, mas não tem como, então precisamos que cada um faça sua parte, por si mesmo ele pelos outros,” enfatizou.

Buligon explicou ainda que o Ministério Público recomendou ao município que alterasse a forma de registrar a ocupação dos leitos de UTI e que tal recomendação foi acatada prontamente. ” Recebemos um ofício do Ministério Público para que ao invés de considerarmos os leitos ativos e aqueles que possam ser instalados imediatamente para medirmos a taxa de ocupação, que contemos apenas os que já estão em funcionamento, e assim fizemos, ou seja, hoje o Hospital Regional do Oeste conta com 31 leitos, exclusivo para pacientes com Covid-19 ativos, e tem capacidade pra instalar mais 10 a qualquer momento que for necessário. O Hospital da Unimed tem 10 leitos ativos e 10 que podem ser instalados caso necessário, com isso temos então 41 leitos ativos, prontos para o uso e 20 que podem ser instalados. Hoje com os pacientes internados na Unimed e no Hospital Regional temos 28 dos 41 leitos de UTI ocupados,” esclareceu.

A doutora Aldarice atualizou que Chapecó tem nesta segunda 3.904 casos confirmados de Coronavírus, com 3.251  pacientes já recuperados, 609 em isolamento domiciliar, 13 internados em enfermaria e 15 em UTI e 16 óbitos. A última vítima, até o fechamento desta, é uma mulher de 95 anos que apresentava outras comorbidades e faleceu no Hospital da Unimed.

Desde o início de março, 10.041 pessoas que apresentaram algum sintoma respiratório foram acompanhados pelos serviços de saúde, 4.461 casos foram descartados e 1.237 ainda aguardam resultado de exames, haja vista que Santa Catarina está com 11 testes represados. Dos pacientes suspeitos, 17 estão internados em enfermaria, 5 em UTI e um óbito foi registrado, o outros 1.214 estão em isolamento domiciliar.

Dos pacientes de outros municípios internados em Chapecó foram confirmados 18 casos, com 10 óbitos, 3 pacientes internados em UTI e 5 em enfermaria. Os casos suspeitos são 5, com dois pacientes internados em enfermaria e 3 em UTI.

O Ambulatório de Campanha do Centro já prestou 4.588  atendimentos e o da Efapi 5.027. O serviço de escuta e acolhimento recebeu 1.427  ligações e a triagem médica  atendeu 10.118 pessoas.

O disque denúncia resultou em 918 vistorias, na aplicação de 84 multas sendo 14 por uso inadequado  ou falta de máscara, 36 por aglomerações e 34 em pessoas que estavam fora do isolamento domiciliar.  Para finalizar Aldarice enalteceu ainda que nesta semana serão feitos os testes rápidos na penitenciária de Chapecó.

Ao retomar a fala Buligon em tom forte disse que a administração dentro de critérios técnicos está fazendo tudo o que está ao seu alcance para preservar a vida das pessoas e pediu prudência e colaboração. “Nós temos que decidir se vamos vencer o vírus ou vamos deixar ele nos vencer. Temos que tomar as rédeas dessa batalha, estamos há 160 dias imersos dedicados a combater essa doença que afetou o mundo, mas não vamos conseguir sozinhos, precisamos que cada um faça a sua parte. Vou sair daqui e vou contatar o Hospital Regional pra saber o que precisamos para criamos mais leitos. Estamos passando por um momento difícil, talvez o mais que já passamos e por isso peço a cada que evite sair se não for por necessidade, que não se aglomere, que faça o uso correto da máscara, a higienização das mãos, só unidos podemos passar por essa,” finalizou.