Por: Jornal Sul Brasil | 02/10/2020

Ainstalação de uma base móvel da Polícia Militar Rodoviária estadual, o aumento da segurança viária e da comunidade em geral e a maior fiscalização quanto ao excesso de peso em rodovias estaduais. Esses foram os assuntos tratados em reunião online realizada no final da manhã desta sexta-feira, 2 de outubro, entre comandantes da Polícia Militar e dirigentes de instituições da comunidade chapecoense. A principal decisão compreende a instalação de base móvel da Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina na sede do distrito de Marechal Bormann.

Participaram da reunião, de Florianópolis, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Dionei Tonet, e o subcomandante, coronel Marcelo Pontes. Em Chapecó estavam presentes os comandantes do Comando de Policiamento Militar Rodoviário de Santa Catarina, coronel Evaldo Hoffmann, da Quarta Região da PM, tenente-coronel Jorge Luiz Haack, e do Segundo Batalhão, tenente-coronel Fábio Henrique Machado. Também participaram os presidentes do Centro Empresarial (CEC), Cidnei Luiz Barozzi, da Associação Comercial e Industrial, Nelson Akimoto, da Sociedade Amigos de Chapecó, Luiz Augusto Gemelli, e representantes da Sociedade Maçônica Regional (Somar Oeste).

As reivindicações para a implantação da Polícia Militar Rodoviária estadual próximo a Chapecó, por parte do Centro Empresarial, iniciaram na gestão 2009/2010, diante da existência somente de unidades localizadas em Concórdia, São Lourenço do Oeste, Bom Jesus e Iporã do Oeste. Para o presidente do CEC, Cidnei Luiz Barozzi, é importante apresentar as demandas e vê-las atendidas.

Estrutura

O funcionamento do posto iniciará até o final deste mês, em parceria das polícias Militar e Rodoviária Estadual e de instituições da comunidade. Será utilizado o posto de atendimento da Polícia Militar instalado em Marechal Bormann, para atendimento à SC-480 entre Chapecó e Goio-En e de outras rodovias estaduais em direção a São Carlos, Seara e Coronel Freitas.

A unidade contará com quatro policiais militares e dois policiais rodoviários, uma viatura e um ônibus adaptado como unidade móvel e com toda a estrutura necessária ao policiamento das rodovias. Além disso, haverá o monitoramento eletrônico via câmeras e a utilização de drones, com foco na ampliação da segurança viária e da comunidade, apreensão de armas, drogas e contrabando e a prisão de foragidos.