Por: Jornal Sul Brasil | 26/11/2020

Consumidores com débitos pendentes com a Casan e Celesc terão, entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro, vantagens especiais para acertarem suas contas durante a XV Semana Nacional da Conciliação. Neste ano, em função da pandemia do novo coronavírus, o evento será virtual. A semana é organizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Tribunal de Justiça de Santa Catarina, em parceria com entidades públicas e empresas privadas do país.

Celesc

As condições especiais para pessoas físicas e pessoas jurídicas serão oferecidas para dívidas de até 120 salários mínimos, discutidas em processos judiciais ou não, que terão redução nos juros e multa e poderão ser parceladas em até 12 vezes, com juros de 1% ao mês sobre o valor do parcelamento. Não serão aceitos novos parcelamentos sobre as mesmas faturas que já tenham sido previamente negociadas nas semanas de conciliação passadas.

As negociações de valores em aberto poderão ser realizadas diretamente nas Lojas de atendimento ou nas Unidades da Celesc. Para consumidores com processo judicial que solicitarem a realização de sessão de conciliação na página do Tribunal de Justiça, o Poder Judiciário oferecerá sessões 100% online em razão da pandemia.

Para regularizar a situação junto à empresa, o titular da fatura deverá ter em mãos documento original de identificação e CPF. Em 2019, a Celesc realizou 964 acordos.

Casan

O pagamento das dívidas com a Casan poderá ser realizado em cota única, com isenção total de juros, ou em parcelamento que podem chegar a até 60 meses – nesse caso com isenção escalonada de juros.

Para parcelamento há a necessidade de uma entrada. Assim como o pagamento em Cota Única, essa primeira parcela (entrada) deverá ser quitada em até dois dias após a assinatura do Termo de Adesão.

Em função da pandemia do coronavírus, a renegociação com a Casan deve ser solicitada pelo site www.casan.com.br, na aba ´Solicitação de Serviços`, item ´Parcelamento de Débitos`.

Durante a Semana de Conciliação, os interessados que preencheram o formulário do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania Virtual terão a demanda direcionada à unidade judiciária competente. Dessa forma será agendada uma sessão de conciliação virtual, por meio de videoconferência ou de WhatsApp.

Mais informações no site do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.