Por: Jornal Sul Brasil | 02/10/2020

O Governo do Estado autorizou o deslocamento de bombeiros militares de Santa Catarina para atuar no combate aos incêndios no Mato Grosso do Sul. A corporação sinalizou que tem condições de enviar inicialmente 22 bombeiros, que compõem as Forças-Tarefa, com capacitação e equipamentos para o enfrentamento a incêndios florestais.

Os ajustes finais estão em andamento e as Forças-Tarefa podem estar prontas e se deslocarem nesta sexta-feira, 2. Eles darão apoio pelo período inicial de 10 dias em operação no local e, se necessário, serão substituídos por nova equipe depois deste período.

Os 22 bombeiros militares são dos seguintes batalhões: 2ºBBM (Curitibanos), 4ºBBM (Criciúma), 11ºBBM (Joaçaba), 12ºBBM (São Miguel do Oeste), 13ºBBM (Balneário Camboriú), 14ºBBM (Xanxerê) e 15ºBBM (Rio do Sul).

“Esses bombeiros militares irão atuar pelo período inicial de 10 dias na região do Pantanal, no município de Corumbá. Esperamos que possam contribuir e minimizar os impactos dos incêndios florestais na região”, destaca o subomandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de SC (CBMSC), Coronel BM Ricardo José Steil.

Estão sendo enviadas à região cinco viaturas com kit pick-up, um caminhão e equipamentos como motosserras, mochilas costais, abafadores/batedores, facões, soprador, pinga fogo, retardante, foices, Pulaskis, mcleads, machado, enxadas, rastelos, camelbags, drone, GPS e rádios de comunicação.

“As nossas Forças-Tarefa possuem bombeiros militares treinados para atuarem especificamente em ações extraordinárias, como essa, e certamente ajudará o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul a atender essa ocorrência, que assola a população local”, ressalta o subomandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de SC (CBMSC), Coronel BM Ricardo José Steil.

O que são as Forças-tarefa

Criadas em 16 de janeiro de 2011, as Forças-Tarefa (FTs) do CBMSC são equipes multidisciplinares, estruturadas para atendimentos em casos de situação extrema, desastres naturais ou calamidades públicas. São 14 equipes, com 274 bombeiros militares, e subordinadas ao Subcomando Geral, responsável pela parte operacional da corporação.