Por: Jornal Sul Brasil | 19/02/2021

Pela primeira vez a Prefeitura de Chapecó divulgou número alto de óbitos, são 13, mas as mortes não aconteceram nas últimas 24 horas, o número que ontem era 167, hoje chega a 180 mortes registradas em Chapecó. Oito mortes ocorreram ontem, sendo cinco no HRO, de homens de 75 anos, 71 anos e 58 anos, e duas mulheres, de 48 e 51 anos. Dois óbitos foram no Hospital de São Carlos, de um homem de 83 anos e uma mulher de 58 anos. Um óbito foi no Hospital de Palmitos, de uma mulher, de 69 anos. Na quarta-feira morreram duas mulheres, uma de 67 anos, no Hospital de Palmitos, outra de 61 anos, no Hospital de Videira. No mesmo dia morreu um homem de 60 anos, em Maravilha. Na terça-feira morreu um homem de 34 anos, em Palmitos. A outra morte foi na sexta-feira passada, de uma mulher de 48 anos, também no Hospital de Palmitos.

O número de pessoas que estão com a doença ativa também cresceu, são 3.091. Casos suspeitos chegam a 1.227. Os testados somam 68.108, confirmados 20.404, recuperados 17.133 e negativos 46.803.

Preocupação está nos números de internações, também pela primeira vez o número chega a 180 pacientes que está dividido em UTI, enfermaria e pela falta de leitos em outros setores hospitalares. Na UTI 63 ocupam leitos, 43 público e 20 leitos privados. Na enfermaria 88 estão internados, 23 em leitos públicos e 65 em leitos privados. Outros setores somam 29 pacientes, 28 em leitos públicos e um no privado.