Por: Jornal Sul Brasil | 09/11/2020

A reportagem do Diário SB conversou com o candidato a vereador João Maria Marques Rosa (PSL). O candidato que já atua como vereador e tem experiência de dois mandatos como prefeito em Aberlardo Luz, enalteceu a importância do vereador, e disse entender que a câmara é o poder mais importante do município, uma vez que é ela quem aprova as leis e tem o dever de fiscalizar o executivo. “Acredito que o vereador tem de ser o elo de ligação com a sociedade,” destacou. Ele comentou ainda sobre a importância da oposição propositiva e a situação ser coerente com o que a sociedade busca.

“Coloquei meu nome a disposição porque acredito que posso colaborar muito ainda com o município, Chapecó é uma cidade grande pujante, e é preciso capacidade para prepará-la para o futuro. O parlamentar precisa ter um visão global do município, entender, conseguir navegar em todas as áreas, com suas proposições, ter uma visão social, mas sem prejudicar o capital, repito que não existe social sem capital e não existe emprego sem o empregador, é preciso respeitar quem gera emprego para Chapecó porque é destes recursos que vem as obras, as benfeitorias que geram benefícios a sociedade,” comentou.

Como meta principal o candidato destacou ser necessário resolver de imediato a questão da falta de água e concorda com a municipalização do serviço caso a empresa não cumpra o contrato.

Doutor João comentou ainda a respeito do problema da mobilidade urbana, do trabalho que precisa ser feito para resolvê-lo, citou ainda em seu trabalho na câmara a conquista da regularização das obras, a regularização fundiária, e ponderou ainda a necessidade de articulação política para o funcionamento pleno das novas estruturas do Hospital Regional do Oeste, seja equipando-o ou ainda habilitando seus leitos de UTI, seu centro cirúrgico e seus equipamentos para aumentar assim a prestação de serviços inclusive de especialidade para as pessoas.

Em sua mensagem final o candidato se colocou a disposição da sociedade chapecoense, disse crer estar preparado para continuar o trabalho, ponderou ainda conhecer bem o parlamento e querer continuar atento aos anseios da comunidade e se posicionando de acordo com seus princípios. “Sou uma pessoa que constrói pontes e não muros,” finalizou.

Divulgação/Arquivo Pessoal

Em sua fala o candidato enalteceu a necessidade de o vereador estar preparado para o cargo