Por: Jornal Sul Brasil | 03/08/2020

A Administração Municipal, por meio das Secretaria de Defesa do Cidadão e Mobilidade e Assistência Social, realiza de 03 a 12 de agosto o cadastramento das pessoas que foram atingidas pelo ciclone bomba no dia 30 de junho em Chapecó. O cadastro é importante para que os moradores do Município que tiveram suas residências atingidas possam ter direito de sacar o FGTS via Caixa Econômica Federal. Uma das etapas para liberação do recurso é o envio de um relatório completo, elaborado pela Secretaria de Defesa do Cidadão e Mobilidade, que aponta as ruas e bairros afetados pelo fenômeno climático.

As pessoas podem fazer o cadastro diretamente pelo site da Prefeitura na aba Portal do Cidadão – Protocolo ou então em um dos sete Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do Município. O cadastro será por imóvel, ou seja, não é necessário que cada pessoa efetue um protocolo. É necessário apenas que um único morador do imóvel apresente a documentação exigida.

Para fazer o cadastro é preciso apresentar a seguinte documentação:

– Cópia do documento pessoal com foto;

– Cópia dos documentos pessoais dos demais moradores do imóvel;

– Cópia do CPF;

– Comprovante de endereço atualizado (emitido nos últimos três meses);

– Comprovante dos danos sofridos (fotos do dia do ciclone que mostrem, por exemplo, que a residência foi destelhada ou danificada de alguma forma, recibos de loja de material de construção, dentre outros arquivos que ratifiquem os danos).

Cadastro on-line

Neste caso os documentos serão recebidos até às 23h59min do dia 12 de agosto.

Link para acesso: https://chapeco.1doc.com.br/atendimento

Cadastro presencial

Para o protocolo presencial basta o cidadão procurar um dos CRAS do Município. O horário de atendimento nos CRAS Cristo Rei, Seminário, Efapi CEU, Efapi, São Pedro e Líder, acontece das 07h às 18h. E no CRAS do Bormann o atendimento é das 07h às 17h.

Dúvidas

Em caso de dúvidas, o cidadão pode entrar em contato com a Defesa Civil pelo telefone (49) 2049-9200, das 7h às 19h ou na Secretaria de Defesa do Cidadão e Mobilidade pelo telefone 3330-8686, das 13h às 19h.