Por: Jornal Sul Brasil | 02/12/2019

Um novo centro de referência em tecnologia na área de alimentos será construído em Chapecó pelo SENAI, entidade da Federação das Indústrias (FIESC), com investimento da ordem de R$ 20 milhões. O anúncio foi feito nesta sexta-feira dia 29, em Chapecó, pelo presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, aos presidentes e diretores dos sindicatos industriais do Oeste em companhia do vice-presidente regional Waldemar Antônio Schmitz, do diretor regional do SENAI/SC, Fabrizio Machado Pereira, e do gerente-executivo regional do SESI e do SENAI, Almeri Dedonatto.

O novo Instituto SENAI de Tecnologia em Alimentos e Bebidas será construído em terreno pertencente à FIESC e localizado na Rua Osvaldo Cruz, no bairro São Cristóvão. A área edificada será de no mínimo 2.000 metros quadrados. De acordo com Aguiar, as áreas de atuação serão definidas pelos sindicatos de indústrias filiados à Federação e pelas empresas usuárias dos serviços. “Já temos a decisão de realizar a obra e a garantia dos recursos, mas ouviremos o setor produtivo para definir quais as necessidades e as áreas em que atuaremos”. E acrescentou: “O certo é que queremos um centro de excelência”.

Pereira expôs que o novo estabelecimento terá uma estrutura moderna, inovadora e em consonância com os requisitos de órgãos regulamentadores, além de amplos espaços para eventos, estudos, pesquisas e atendimento aos clientes. Um dos pontos altos será a inserção de novas tecnologias.

O futuro centro proporcionará uma série de novos serviços e produtos, incluindo ensaios com pescados, ensaios de sanidade animal, novos ensaios de bebidas com leveduras, ensaios cromatográficos, alergênicos, de toxidade e de metais em produtos de carne. Fará, também, o desenvolvimento de formulações e de novos produtos, rotulagens, consultorias Food Defense, consultorias ISO 22000:2005, consultoria para certificação halal, consultoria para validação térmica de estufas de cozimento, ensaios de grãos e laboratório de leite.

Um aspecto importante para as indústrias exportadoras do Oeste catarinense é que o provedor de ensaios de proficiência terá reconhecimento internacional na América do Sul por meio de parcerias com instituições de metrologia.

O diretor do SENAI antecipou que um dos objetivos é incorporar ao futuro estabelecimento as startups e as empresas de base tecnológica, já que Chapecó é reconhecido como um dos maiores polos do Brasil de startups por média populacional. “Daqui saem soluções de ponta que atendem as mais distintas áreas em todo o Brasil. O setor movimenta universidades, empresas e o empreendedorismo com a criação de diversas startups”, disse Pereira. O segmento possui empresas que comercializam produtos em todo o País, além de exportar, trazendo riqueza e contribuindo para o desenvolvimento do município.

O cronograma das atividades e providências também foi anunciado. O desenvolvimento do anteprojeto ficará concluído em quatro meses. Em seguida, a elaboração do projeto executivo e a licitação da obra consumirão mais 12 meses. Por fim, a execução da obra civil, aquisição, montagem e calibração dos equipamentos e a instalação do mobiliário exigirão mais 18 meses.

O presidente Mario Cezar de Aguiar visitou o prefeito Luciano Buligon para comunicar a decisão do investimento. No encontro, Buligon disse que o município vive um bom momento e atrai investimentos. “Setenta e oito por cento da nossa matriz econômica gira em torno do agronegócio. A agregação de valor para o setor passa pelos investimentos em inovação e tecnologia. Trazer um laboratório moderno para atender as demandas do mercado atrairá mais inovação e possibilitará aumentar o valor agregado dos produtos”, disse.

História – O atual Instituto SENAI de Tecnologia (IST) de Chapecó entrou em funcionamento há 21 anos e foi o segundo no Brasil a ser acreditado pelo Ministério da Agricultura. Opera junto à unidade de formação profissional do SENAI. Tem uma área física de 800 metros quadrados e dispõe de uma estrutura constituída por três laboratórios (microbiologia, físico-químico e sensorial), provedor de ensaios de proficiência e sala de consultores.

Atua nas áreas de carnes e derivados, leites e derivados, águas e efluentes, matérias-primas e ingredientes para alimentação animal, mel, ovos, chás e ervas, sucos, vinagres e bebidas em geral. Presta serviços para 11 países e detém certificação do Inmetro, Anvisa, Ministério da Agricultura e Remeq.