Por: Jornal Sul Brasil | 30/11/2020

Chapecó, posicionado como o principal município do Oeste Catarinense e uma das principais cidades do Estado, está na quinta posição em população e tem o sexto maior Produto Interno Bruto (PIB) catarinense, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Das 30.342 empresas cadastradas na prefeitura municipal, 26,20% são do comércio. Diante da importância do setor na economia local, foi elaborado mapeamento pela área de pesquisa do Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (Pesquisas Sicom).

O objetivo do Mapa do Comércio de Chapecó, que passa a ser produzido anualmente, é de identificar onde estão concentrados os estabelecimentos comerciais e a participação dos principais ramos em cada bairro. Para o presidente do Sicom, Ricardo Urbancic, ter detalhada a representação das atividades do comércio é uma estratégia de esclarecimento e de incentivo. Argumenta que o Mapa “pode trazer vantagens para os consumidores, que passam a identificar novos locais de comércio de acordo com suas necessidades, e para os empresários, que podem identificar os pontos fortes e fracos de cada bairro”. Além do mais, acrescenta, é uma maneira de destacar o papel do comércio no município e, de outro lado, também assinalar possíveis carências comerciais que podem servir de base para tomadas de decisões em termos de planejamento pela iniciativa privada e o próprio poder público.

Como base para o Mapa do Comércio foram utilizados registros disponibilizados pela Prefeitura Municipal de Chapecó em julho passado, o que tornou possível identificar quantos estabelecimentos comerciais cada bairro possui e as principais atividades. A base dos dados apresenta 7.950 empresas do comércio. No mapeamento, por questão metodológica e ausência de alguns dados, foi utilizada linha de corte em que bairros com menos de 30 estabelecimentos, pela reduzida representação, foram desconsiderados. Assim, o levantamento envolve 29 bairros, onde estão instaladas 6.411 empresas do comércio.

Empresas e ramos

No Centro, como esperado, está a maior participação do comércio: 27,56% do setor e 1.767 estabelecimentos. Em seguida estão os bairros Efapi, com 10,84% e 695  estabelecimentos, São Cristóvão, com 8,08% e 518 estabelecimentos, Líder, com 6,68% e 428 estabelecimentos, e Passo dos Fortes, com 6,41% e 411 estabelecimentos.

Os outros cinco bairros, entre os 10 com maior participação do comércio em termos de índice e número de lojas, são: Presidente Médici (5,05% – 324); Palmital (3,35% – 215); Bela Vista (3,07% – 197); Santa Maria (2,84% – 182); e Cristo Rei (2,59% – 166).

Entre os ramos, vestuário é o principal em Chapecó, com 15,40%, seguindo-se autopeças, lanchonetes, bares e restaurantes. Nos 29 bairros presentes na pesquisa, em 82,76% vestuário é o principal ramo de comércio e em 17,24% é autopeças que domina. Nas duas páginas seguintes está o detalhamento dos três principais ramos em cada bairro.