Por: Jornal Sul Brasil | 03/08/2020

A 1ª Delegacia de Polícia de Fronteira de Chapecó deflagrou na manhã desta segunda-feira dia 3 a operação “Castelo de Areia”. A ação é decorrente de uma investigação de estelionato, falsidade ideológica, associação criminosa e lavagem de dinheiro em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná.

De acordo com o delegado Thiago de Oliveira, o esquema milionário utilizava como subterfúgio a venda de celulares por valores muito abaixo de mercado, exigindo adiantamento de valores sob a promessa de entrega em até 31 dias. Importa destacar que vários aparelhos foram inicialmente entregues e os responsáveis pelo esquema solicitavam que a pessoa gravasse um vídeo para postagem nas redes sociais dizendo que a compra havia dado certo, visando dar credibilidade ao negócio divulgado.

Apreendidos oito veículos

Dessa forma centenas de pessoas efetuaram compras e seguiram aguardando o prazo prometido, entretanto, os pedidos passaram a não serem mais entregues, fazendo inúmeras vítimas. Segundo consta até o momento, a vantagem obtida passa de R$ 4,5 milhões.

A Polícia Civil obteve junto ao Judiciário a medida de bloqueio de bens de 13 veículos, 8 contas bancárias e quebra de sigilo de bancária dos investigados. Na manhã desta segunda-feira, foram apreendidos 8 veículos, vários deles de luxo. A investigação prossegue para conclusão do inquérito policial e posterior remessa ao Judiciário.