Por: Jornal Sul Brasil | 11/11/2020

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da DIC/Fron de Chapecó, concluiu inquérito policial que apurou a prática de delitos de extorsão e falsa identidade. No início do mês de junho deste ano, a vítima perdeu sua carteira contendo documentos pessoais e, horas depois, passou a receber mensagens de pessoa que a teria encontrado, nas quais esta exigia o pagamento de R$ 1.000,00 para realizar a devolução do pertence, sob ameaça de novamente deixá-la no lugar onde a teria encontrado.

Sem obter a vantagem esperada ante a negativa da vítima em realizar o pagamento, a pessoa encerrou o contato. Contudo, dias depois um indivíduo realizou contato com familiar da vítima afirmando ter localizado a carteira e manifestando interesse em restitui-la, o que de fato ocorreu, mediante o pagamento de uma gratificação voluntária por parte da vítima.
A investigação demonstrou que a pessoa responsável pela devolução, em verdade, tratava-se da mesma que havia exigido, anteriormente, o valor para devolução. Ainda, apurou-se que tal indivíduo ativou linha telefônica com dados de sua ex-esposa, que serviu para a realização dos contatos com a vítima.

O inquérito policial foi encaminhado ao Poder Judiciário e Ministério Público, com indiciamento pela prática de delitos de falsa identidade e extorsão.