Por: Jornal Sul Brasil | 16/07/2020

A Polícia Civil de Modelo deflagrou na manhã desta quinta-feira, dia 16 de julho de 2020, operação policial com o objetivo de combater o tráfico de drogas na região oestina. A operação policial objetivou o cumprimento de dois mandados de prisão temporária e quatro mandados de busca e apreensão. As prisões ocorreram ambas na cidade de Modelo, enquanto as buscas se dividiram entre Modelo e Serra Alta, simultaneamente.

A operação policial decorre de investigação realizada pela Delegacia de Polícia de Modelo há alguns meses, trabalho que já resultou na prisão em flagrante de dois criminosos e na apreensão de cocaína na noite de 13 de junho de 2020, serviço realizado em conjunto com a Polícia Militar de Saltinho. Na ocasião, ambos os presos foram flagrados enquanto transportavam na rodovia mais de uma dezena de buchas com cocaína para Modelo, após terem realizado a comercialização da droga na região de Saltinho. Na ocasião, também foi apreendido significativo valor em dinheiro oriundo da venda de droga ilícita, bem como o próprio automóvel utilizado para o transporte da cocaína, o qual inclusive foi posto à disposição da atividade policial.

Após as prisões em flagrante ocorridos no mês de junho, as investigações continuaram e resultaram na coleta de farto conjunto de provas acerca do envolvimento de outros dois homens na tráfico de drogas investigado, razão pela qual, em prol do trabalho investigativo, a Polícia Civil representou pela decretação de suas prisões temporárias pelo prazo de 30 dias, pedido deferido pelo juiz da comarca, juntamente com autorização para a realização das buscas e apreensões.

O terceiro investigado foi encontrado na posse de pequena quantidade de maconha, razão pela qual foi submetido a termo circunstanciado até a apuração de maiores provas quanto a possível traficância. Os investigados possuem de 19 a 32 anos e são todos nascidos no oeste de Santa Catarina.

A ação contou com o apoio do helicóptero da Polícia Civil (SAER-Fron) e do cão de faro (K9) da DIC de Chapecó.

O nome da operação é uma referência ao fato do esquema criminoso desmantelado ser organizado por dois irmãos, que estavam realizando a preparação e o comércio da droga em uma residência no bairro Laranjeiras, na cidade de Modelo.

Os presos permanecerão à disposição da polícia pelo prazo de 30 dias, prorrogáveis, até a conclusão do inquérito policial, ocasião em que será avaliada a necessidade de decretação de suas prisões preventivas (de prazo indefinido).