Por: Jornal Sul Brasil | 09/11/2020

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão a Roubos e furtos de Chapecó – DRF/FRON e Central de Plantão Policial de Chapecó – CPP/FRON, com apoio da Polícia Militar, prendeu, preventivamente, na tarde de hoje, dia 09 de novembro, um homem de 21 anos, suspeito de ter praticado 3 (três) crimes de roubo circunstanciado (majorado) pelo concurso de pessoas e emprego de arma de fogo, sendo dois dos crimes realizados na cidade de Chapecó e um na cidade de Caxambu do Sul.

O primeiro crime de roubo ocorreu dia 26 de outubro, 03 (três) dias, após o suspeito deixar o sistema prisional. Naquele dia, o investigado, na companhia de outros dois suspeitos, adentraram em um supermercado e anunciaram o roubo, subtraindo bens e a quantia de dinheiro em espécie, R$21.400,00 (vinte e um mil e quatrocentos reais), empreendendo fuga, logo em seguida, do local.

O segundo crime de roubo, ocorreu o dia 31 de outubro deste ano, e naquela oportunidade, o suspeito, na companhia de outro investigado, ambos na posse de armas de fogo, compareceram em um estabelecimento comercial, localizado no bairro Trevo, e anunciaram o roubo, subtraindo dinheiro em espécie, a quantia de R$1.700,00 (um mil e setecentos reais), mercadorias avaliadas em R$4.000,00 (quatro mil reais) e um veículo automotor, empreendendo fuga, logo em seguinda.

O último crime, também de roubo, ocorreu no último final de semana, na cidade de Caxambu, e o investigado também contou com o apoio de outros suspeitos e também utilizou arma de fogo.

Diante dos crimes, presentes os elementos probatórios materializados no relatório de investigação criminal, confeccionados pelos Policiais Civis da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Chapecó, a Autoridade Policial representou pela prisão preventiva do suspeito, sendo deferida nesta data.

Os Policiais Militares, cientes do mandado de prisão, após representação da Autoridade Policial, conseguiram localizar o suspeito e o conduzir para a Central de Plantão Policial de Chapecó, a fim de ser submetido aos procedimentos legais.

O Delegado de Polícia Civil coordenador da Central de Plantão Policial, juntamente com os Policiais da unidade, realizaram diligências complementares, restituindo os bens recuperados para as vítimas.

A Polícia Civil continua realizando diligências, objetivando a identificação dos demais suspeitos, oportunidade em que será representada as demais prisões junto ao Poder Judiciário.

O inquérito policial será finalizado nos próximos 10 dias, pela Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos, oportunidade em que o investigado será indiciado pelos crimes acima referenciados.

O suspeito, após os procedimentos legais, será encaminhado para o sistema prisional, onde permanecerá à disposição da justiça.

O investigado conta com 45 registros de ocorrência contra si, sendor responsáveis por crimes de tentativa de homicídio, latrocínio, roubo, porte de arma de fogo, entre outros.

Necessário, mais uma vez, salientar a importância do trabalho conjunto entre as forças de segurança.