Por: Jornal Sul Brasil | 03/08/2020

No final da tarde do domingo dia 2, no Bairro Efapi, Policiais Militares faziam o atendimento de uma ocorrência de acidente de trânsito e constataram, em uma residência próxima, um grupo de pessoas de origem estrangeira, haitianos, aglomerados e realizando uma festa, com som alto perturbando vizinhos e desrespeitando as normas para impedir a propagação da Covid-19. Os policiais solicitaram que desligassem o som e cessassem a perturbação, porém, eles se recusaram continuando a perturbação e a aglomeração.

Com o objetivo de evitar ter que usar a força, a guarnição solicitou apoio e após concluir o atendimento do acidente de trânsito, já com a presença de outros policiais, foi realizada a abordagem no local, porém, os participantes já tinham fugido do local, deixando somente a proprietária da residência, uma mulher de 31 anos.

Sendo assim, ela foi responsabilizada mediante a lavratura de um Termo Circunstanciado (TC) pela perturbação e por infringir determinação do poder público, destinada a impedir propagação da Covid-19. Também foi realizada a apreensão de um aparelho som, uma caixa de som e um microfone.

Das 18h de sexta-feira, até às 23h59 de domingo foram atendidas 323 ocorrências no total, em Chapecó, sendo 125 delas, ou seja, 39% somente de perturbação. Não há nada de novo, segundo a Polícia Militar,  infelizmente é a média nos finais de semana, aproximadamente 40%.