Por: Jornal Sul Brasil | 25/11/2020

A Administração Municipal de Chapecó concluiu e entregou à população mais duas importantes obras de infraestrutura voltadas à mobilidade urbana: a revitalização de mais de dois quilômetros da Rua Sete de Setembro, e 1,6 km de asfalto novo na Rua Marechal Deodoro da Fonseca. A empresa responsável pelos trabalhos foi a Construtora Oliveira Ltda.

Avenida Sete de Setembro

A Avenida Sete de Setembro é uma importante via estruturante da cidade, um eixo de ligação direta entre o Centro e os bairros Presidente Médici e Paraíso. É também a principal rua de acesso à UPA 24hs. Ao todo foram 2.029,27 metros recuperados, totalizando uma área de 35.675,46 m2.

A obra de recuperação do trecho compreendido entre a Avenida Nereu Ramos e a Rua João Cherobin incluiu os seguintes serviços:
• Drenagem pluvial;
• Remendos profundos;
• Fresagem e recomposição do asfalto;
• Nova pavimentação asfáltica;
• E sinalização viária.

O investimento foi de R$ 2.688.808,88. A fonte dos recursos é o FINISA – Financiamento à Infraestrutura e Saneamento – da Caixa Econômica Federal.

Rua Marechal Deodoro 

A Rua Marechal de Deodoro, importante corredor que liga diretamente as regiões Leste e Oeste de Chapecó, também teve um trecho totalmente recuperado, entre as ruas Condá, no Centro, e a Dom Carlos Eduardo Saboia Bandeira de Melo, no bairro São Pedro.

Ao todo, 1.630 metros (29.932,15 m2) receberam serviços de drenagem pluvial (em 105 metros), remendos profundos, fresagem e recomposição do asfalto, nova pavimentação asfáltica e sinalização viária. O trecho contemplado incluiu também a região da Praça da Família Sandro Luiz Pallaoro, entregue no último dia 08 de novembro.

O investimento na obra foi de R$ 2.480.266,49. A fonte dos recursos é o FINISA – Financiamento à Infraestrutura e Saneamento – da Caixa Econômica Federal. Segundo o Prefeito Luciano Buligon, “a revitalização da Sete de Setembro e da Marechal Deodoro são importantes melhorias incluídas no maior pacote de obras da história de Chapecó, o Programa “Mãos à Obra”, que prevê investimentos de aproximadamente R$ 140 milhões de reais em obras de infraestrutura, mobilidade urbana, inovação, lazer e meio ambiente”, finalizou.