Por: Jornal Sul Brasil | 1 mês atrás

É fácil ver Santa Catarina como uma potência turística, com suas belas praias, as serras de tirar o fôlego e os charmosos cenários rurais. Mas o estado também tem se destacado na área de inovação e tecnologia, com avanço em todas as regiões catarinenses. É o que mostra o resultado da segunda edição do Programa Nascer de pré-incubação de ideias, realizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc) junto com o Sebrae/SC.

Para além das grandes cidades, o segmento cresce rapidamente nos pequenos e médios municípios. Nas mesma velocidade aumentam ainda os incentivos com os Centros de Inovação do Governo do Estado e o Programa Nascer, que têm estimulado negócios inovadores e a abertura de empresas.

O número de projetos do Nascer, por exemplo, saltou de 150 para 164 entre a primeira e a segunda edição. No programa, cada equipe selecionada vai passar gratuitamente por pré-incubação, recebendo mentoria, workshops e palestras com profissionais renomados do mercado. São cinco meses de treinamento e, ao final, as propostas estarão prontas para receber investimentos.

Para o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, o Programa Nascer é uma excelente oportunidade para o empreendedor receber capacitação, trocar experiências e conectar-se com o ambiente inovador em Santa Catarina. “A partir da articulação com os Centros de Inovação, buscamos a regionalização das ações pelo Estado, gerando conexões com os ambientes favoráveis ao desenvolvimento dos negócios, especialmente neste momento de retomada da economia tão devastada pela pandemia da Covid-19″, explica.

O superintendente do Sebrae/SC, Carlos Henrique Ramos Fonseca, destaca ainda que é necessário estimular a criação de novas empresas. “Empreender pode ser a alternativa para milhares de brasileiros enfrentarem esse momento de crise. Por meio dessa parceria, o Sebrae/SC vai garantir suporte aos empreendedores selecionados para que os seus negócios sigam o caminho do sucesso”, ressalta.

Em Chapecó o agronegócio foi tema dos projetos. Das 12 propostas aprovadas, a maior parte pretende facilitar a vida no campo, como uma tecnologia que será desenvolvida para fazer a gestão das propriedades rurais.

O resultado final da segunda edição já está disponível no site da Fapesc www.fapesc.sc.gov.br.