Por: Jornal Sul Brasil | 16/05/2019

O projeto trabalhou com crianças de 2 e 3 anos (Foto: PMC)

 

 Promover o entendimento entre os colegas na troca de brinquedos, nos momentos de brincadeiras coletivas, percebendo a importância do afeto nas relações que envolvem o espaço escolar. Esse foi o objetivo do projeto desenvolvido pelo Centro de Educação Infantil Municipal Alegria do Saber, com a turma de 2 e 3 anos.

O objetivo era estabelecer vínculos afetivos para promover a socialização e a confiança das crianças e famílias, construir relações de convivência na instituição, estimular atitudes de interação e socialização com o intuito de reconhecer na turma seus interesses, necessidades e limitações, construindo regras e limites, buscando fazer com que as crianças compreendam a importância de respeitar uns aos outros e assim fortalecer a afetividade entre os amigos da escola.

Para iniciar as atividades foi organizada uma roda da conversa e diálogo com as crianças para debater o que pode ou não fazer na escola. Durante as atividades de rotina, quando necessário, foi realizada intervenção entre as crianças. Também foram trabalhados o positivo e o negativo em relação ao comportamento, e conversado sobre a importância de abraçar os amigos. Na sequência do projeto, foram confeccionados os dedoches do urso para as crianças brincar e estimular o abraço entre os colegas.

A poesia e história também fizeram parte do projeto. Na sequência a professora apresentou a história “Menina que Gosta de Abraço” para estimular esse ato entre as crianças (uma boneca de pano com cabeça e braços longos para abraçar). A boneca circulou entre os alunos e eles puderam levar também para casa. Posteriormente, a professora fez em EVA as duas mãos das crianças como se fosse uma luva, e cada criança desenhou seus amigos. Depois foi colado duas fotos por dedo da luva, sendo uma foto de cada criança. No final cada criança terá seus vinte amigos nas luvas, dessa forma será explorado oralmente os números e a sua sequência numérica, contribuindo para o fortalecimento dos laços afetivos entre os seus colegas.

De acordo com a professora, Eliane Salete Soster o projeto surgiu a partir da observação e vivências na sala de aula. “O objetivo é desenvolver a interação e a afetividade entre as crianças, melhorando algumas atitudes no cotidiano”, comentou. Para a Secretária de Educação de Chapecó, Sandra Maria Galera todos os seres humanos necessitam das interações para aprender e se desenvolver e isso acontece desde o início da vida, na família, depois na escola, no trabalho, na vida social. “A vivência da afetividade, portanto, tem vital importância no desenvolvimento do ser humano como um todo,” finalizou.