Por: Jornal Sul Brasil | 1 mês atrás

“Nossa campanha ganha corpo a cada dia. Tem gente chegando do centro, bairros e interior, entendendo o que somos e o que representamos. Nossa caminhada é honesta, tem alegria, amor e entusiasmo, e não tem desperdício de dinheiro. Até aqui, o sentimento das pessoas é o melhor, demonstrado pelo olhar, no sorriso e no aperto de mão. Nosso projeto não tem negociações prévias, amarras políticas e vícios antigos. Quem está conosco, é porque realmente quer somar e ajudar a construir um caminho próspero e do bem para Chapecó.

Politicamente, a entrada do prefeito Luciano Buligon e da Depudada Caroline De Toni colocou a nossa condição de candidato num outro patamar, nos posicionando no miolo das pesquisas, com tempo suficiente para chegarmos a vitória. E quem também confia e entende que esse é o melhor caminho para Chapecó é o Presidente Bolsonaro, enalteceu a assessoria.

Outro ponto visível é a percepção da população que há excesso de propostas mirabolantes e desproporcionais a nossa realidade. A exposição de obras com efeitos especiais nos programas de TV tenta iludir o eleitor. É uma espécie de Fake News eleitoral que o cidadão não aprova e já entendeu que aquilo é enganoso disse o candidato.

“Mas nós não agimos assim. Somos diferentes, honestos e temos propostas viáveis. Tenho dito que precisamos ter os “pés no chão”. Para construir o melhor futuro para nossa cidade, eu Leonardo Granzotto, a Vanusa e todo o nosso time, baseamos nossa visão em três pilares: Melhorar ainda mais a nossa qualidade de vida; Avançar como uma economia diversificada e sustentável e Aumentar a visão de cidade arrojada e eficiente. Em cada tema, destacamos uma seleção de compromissos e metas, como reflexo da nossa ambição e do que pretendemos alcançar,” enaleceu

“Por meio do Sistema “Destrava Chapecó”, vamos criar novas ferramentas para desbloquear a burocracia aos setores econômicos, diversificar a economia e criar empregos e oportunidades. Também vamos melhorar a qualidade do atendimento, privatizando alguns serviços municipais, melhorando o ambiente, atraindo talentos e investimentos globais, e alavancando nossa localização estratégica na conexão com o restante do país e o Mercosul,” completou.

“Trata-se da preparação do ambiente para que a iniciativa privada prospere e também assuma o papel de protagonista no enfrentamento aos desafios do futuro. E nesse cenário estamos absorvendo todas as boas ideias das comunidades, do setor produtivo, das entidades e associações, pois entendemos que um Plano de Governo, antes de ser um documento fechado, é um intenso debate de ideias, anseios e necessidades”, finalizou.