Por: Jornal Sul Brasil | 09/04/2020

Os produtores rurais de Santa Catarina contam com mais uma facilidade para transportar animais.  Durante o período de quarentena, a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) irá aceitar Guias de Trânsito Animal – GTAs em formato digital (smartphone ou outro meio digital), dispensando a necessidade de impressão. A medida vale para trânsito de animais dentro e fora do estado e para todas as finalidades, obedecendo as orientações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

“Neste momento tão delicado, em que todos somos orientados a ficar em casa e evitar o máximo de contato, torna-se importante que o Estado promova ações que evitem aglomerações e também implante soluções digitais para o produtor rural. Hoje a GTA  na palma da mão é uma realidade para todos os produtores rurais catarinenses”, afirma a presidente da Cidasc, Luciane de Cássia Surdi.

Acessar serviços públicos via smarthphone já é realidade em Santa Catarina, por meio de plataformas e aplicativos desenvolvidos pelo Governo do Estado para aproximar o atendimento público da população em diferentes atividades. Após a identificação de dificuldades em alguns elos da cadeia, a adoção de processo digital na apresentação da GTA agiliza o sistema e resguarda o funcionamento de atividades essenciais à cadeia produtiva de alimentos.

Segundo o secretário da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural de Santa Catarina, Ricardo de Gouvêa, a implantação de documentos digitais na agropecuária de Santa Catarina é indispensável nesse cenário que estamos vivendo. “É importante todo esse esforço em disponibilizar ferramentas e meios que tornem a rotina do produtor mais prática, eficiente e com resultados”, ressalta Gouvêa.

Emissão de GTA

A GTA é um documento oficial e de emissão obrigatória para o trânsito intraestadual e interestadual de animais para qualquer finalidade (abate, recria, engorda, reprodução, exposição, leilão, esporte e outros). Hoje, com o celular em mãos, o produtor catarinense consegue emitir a e-GTA no sistema Sigen+ da Cidasc e com o arquivo digital transitar com seus animais.

O produtor que receberá os animais deve arquivar a cópia física ou digital das GTAs, assim como dos documentos que acompanharam os animais, para apresentação ao Serviço Veterinário Oficial quando solicitado.

Exames e certificados

Há mudanças também na apresentação de documentos que acompanham a GTA.  Para o trânsito dentro do estado, os exames e certificados podem ser apresentados digitalmente. Já para o trânsito interestadual, só serão aceitos os documentos impressos.