Por: Jornal Sul Brasil | 05/05/2020

Para ajudar no combate a proliferação do Coronavírus, a Secretaria de Saúde lançou um novo serviço: o Disk Denúncia. O telefone é o (49) 3321-0034 e atenderá diariamente das 07 às 19 horas. Esse é um telefone que atenderá denuncia dos chapecoenses com relação aos pacientes confirmados ou suspeitos do Coronavírus e que não estejam seguindo as orientações de isolamento social.

O paciente no momento da consulta assina um documento chamado de “termo de consentimento livre e esclarecido”. Neste documento, a pessoa recebe as orientações sobre os cuidados para prevenção, dicas para o isolamento social e fica ciente quanto as penalidades quando não cumprir o estabelecido.

No documento tem as legislações vigentes: Lei Municipal nº. 3.496, de 30 de outubro de 1992, os artigos 2º, 10, 15, 192 e 196 do Decreto Municipal nº. 3.064 de 11 de junho de 1993 e a Lei Federal nº. 13.979, de 06 de fevereiro de 2020 e que a recusa é considerada infração de natureza sanitária, nos termos das referidas normas legais; do artigo 10, VII da Lei Federal nº 6.437, de 20 de agosto de 1977 e do artigo 268 do Decreto-Lei Federal nº. 2.848, de 7 de dezembro de 1940.

Além disso, no documento também tem as dicas para os cuidados do paciente e dos familiares:

  • Manter o local bem arejado e evitar de circular por toda a casa;
  • Outras pessoas da família devem permanecer a pelo menos 2 metros de distância (3 passos);
  • Preferencialmente não compartilhar o mesmo ambiente, inclusive banheiro. Se possível não dormir com outras pessoas;
  • Não receber visitas e não sair de casa até o final do período de isolamento;
  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão e preferencialmente secar com papel toalha, descartando em lixeira. Se usar toalha trocar 3 (três) vezes ao dia e lavá-la assim que possível em água quente.
  • Pessoas sintomáticas devem receber cuidados de APENAS uma pessoa, de preferência jovem e com boa saúde, sem fatores de risco associados. Se o cuidador apresentar sintomas leves como tosse, coriza, dor de garganta – permaneça em casa e faça uso de sintomáticos como paracetamol e dipirona, se não tiver alergia. Em caso de falta de ar ou mal estar importante procure a unidade de saúde mais próxima e faça uso de máscara;
  • O doente e o cuidador devem usar máscaras e evitar tocá-las. Após o uso descartar evitando tocar a frente da máscara e higienizar as mãos imediatamente;
  • Limpar banheiro e quarto com solução de hipoclorito de sódio (4 colheres de sopa de água sanitária em 1 litro de água) pelo menos duas vezes por dia preferencialmente com pano ou papel descartável. Pode-se utilizar álcool 70% se disponível. Limpar as torneiras e maçanetas;
  • Não compartilhar objetos com o doente.

 

Reunião debateu a importância das denúncias para coibir a prática

Divulgação/PMC