Por: Jornal Sul Brasil | 05/08/2020

Durante os dias 29 e 30 de julho, 300 professores da Unochapecó participaram da segunda etapa do ’17º Ciclo de Estudos Docência do Ensino Superior’. O evento aconteceu de forma remota, pelo Google Meet, e é a continuação da capacitação iniciada em fevereiro, no primeiro semestre letivo. Nesta etapa, foram debatidas questões da atual conjuntura mundial, já que a pandemia vem afetando todas as áreas da sociedade, incluindo o setor educacional.

O ciclo contou com duas palestras. A primeira abordou o tema ‘Saúde mental e formação universitária: desafios durante a Covid-19’ e teve como palestrante Ionara Vieira Moura Rabelo. Foram debatidas questões das estratégias de trabalho dos docentes para acolhimento aos estudantes, orientações sobre saúde mental, atenção psicossocial, manejo de crises e situações de luto. Já a segunda, apresentada pela palestrante Cinthia Bittencourt Spricigo, debateu ‘Por que desenvolver currículos por competências?’. A temática é relevante, pois envolve a nova estruturação acadêmica da Unochapecó.

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Apoio Psicológico e Pedagógico Institucional (Napi), professora Sandra Mara Sabedot Bordin, o objetivo do evento é sempre abordar assuntos que atendam às demandas da comunidade acadêmica. Então, em tempos difíceis como o que estamos vivendo, é fundamental criar momentos como este para refletir sobre os impactos da pandemia no processo de formação universitária. “Foi extremamente necessário refletirmos sobre os impactos da Covid-19 no que se refere à saúde mental dos professores, técnicos-administrativos e estudantes. Também foi interessante para compreendermos melhor os fundamentos e exemplos práticos sobre currículo por competências”, avalia.

Além do Napi, o evento foi organizado em conjunto com a Pró-reitoria de Graduação e a Diretoria de Ensino da Unochapecó.