Por: Jornal Sul Brasil | 23/07/2020

O Sindicato Rural de Chapecó, associado ao Sistema FAESC/SENAR-SC – Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – reuniu nesta semana as entidades parceiras para colher as demandas de cursos e treinamentos gratuitos que serão ofertados aos produtores rurais da região em 2021. O Sindicato atende sete municípios e promove em média, por meio do Senar, 130 cursos por ano para ensinar aos agricultores técnicas para melhorar a gestão das propriedades e a desenvolver atividades de complementação de renda.

Além do presidente do Sindicato Rural de Chapecó e vice-presidente regional da FAESC, Ricardo Lunardi, participaram da reunião o supervisor do Senar/SC no oeste, Helder Jorge Barbosa, representantes da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), das Secretarias da Agricultura e da Assistência Social dos municípios de abrangência e das agroindústrias Aurora e BRF.

“Todo ano reunimos as entidades parcerias para planejarmos os cursos e programas que serão disponibilizados aos produtores no ano seguinte. Nossos parceiros trazem as demandas de formação mais necessárias e juntos programamos a realização”, explica Lunardi ao destacar que 2021 terá mais de 100 treinamentos, com foco na gestão das propriedades, produção caseira de alimentos, artesanato, processamento de carnes e embutidos, além de regulagem e manutenção de equipamentos e máquinas agrícolas.

“Procuramos sempre trazer treinamentos que respondem às demandas e necessidades da nossa região. Esses cursos rápidos possibilitam aumento de renda aos produtores e abrem um leque de possibilidades de empreender no campo”, complementa o supervisor Helder Barbosa.

As entidades parceiras da Federação também farão o levantamento dos produtores da região que queiram participar do programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar no próximo ano. São oito cadeias produtivas contempladas pelo programa que acompanha, auxilia e orienta os produtores no trabalho de campo e na gestão dos negócios.

Qualificação

O superintendente do Senar/SC, Gilmar Antônio Zanluchi, reforça que a meta da entidade é ampliar o número de produtores atendidos tanto nos cursos rápidos quanto no programa ATeG. “É um trabalho que fortalece nossas cadeias produtivas e melhora a vida dos trabalhadores. Neste ano, estamos atendendo todas as recomendações dos órgãos de saúde para evitar aglomeração, proteger e prevenir os produtores do contágio do coronavírus”.

De acordo com o presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo, são realizados, em média, 300 treinamentos por mês no Estado. “Abrangemos mensalmente mais de 4.000 produtores em quase todos os municípios catarinenses. A formação rural promove o aumento da produtividade das famílias e fomenta todo o setor do agronegócio”, destaca Pedrozo.

Os interessados nos treinamentos devem procurar o Sindicato Rural do seu município para inscrições. As capacitações estão disponíveis no site do Senar/SC (www.senar.com.br), com especificação de carga horária, local e data.