Por: Jornal Sul Brasil | 1 mês atrás

A candidata a Prefeita de Chapecó Luciane Stobe (PTB) visitou o Diário SB nesta segunda-feira dia 19 e foi recebida pelo diretor geral André Luiz Rosa e pela diretora financeira Ivone Miotti. Luciane que tem como candidato a vice Nilson Carniel na coligação PTB – DC tem como lema uma Chapecó mais humana, mais eficiente e mais feliz, falou de suas metas.

Natural de Chapecó, Luciane é doutora em direito e professora universitária, já foi secretária de Defesa do Cidadão, e habitação e já atuou como diretora geral da SDR. Em sua fala ela destacou ser a única candidata mulher em Chapecó, e a importância da valorização feminina, do fator multitarefas por estas exercido, e de sua visão humanizada. “A gestão precisa cuidar das pessoas,” enfatizou.

Na educação a candidata enalteceu a importância desta e a colocou como prioridade em um plano de governo. Salientou a necessidade de se atender demandas por setor, organizar estruturas 24 horas nas creches onde estas forem necessárias, e trabalhar com modelagens diversas que possam atender as pessoas em suas necessidades e assim auxiliar para que estas trabalhem e sejam produtivas. Ele ressaltou a necessidade de investir em tecnologias, trabalhar as habilidades e competência nas escolas, investir no lúdico, em atividades de artesanato, música e teatro no turno oposto ao do ensino, fazer com que a escola seja um lugar onde a criança queira estar. Valorizar o professor, dar bons salários e boas condição de trabalho.

Na saúde Luciane enalteceu a importância de inovar e humanizar, tratar e resolver os problemas dentro das unidades de saúde dos bairros. “ Precisamos levar o especialista ao posto de saúde para atender 30 pessoas, e não deslocar as 30 até o especialista. Precisamos que na primeira visita do paciente o seu problema seja resolvido ou encaminhado, precisamos que a gestão seja inteligente. Temos hoje muito desperdício de recursos na área da saúde, e vamos mudar esse cenário,” garantiu. Luciane defendeu ainda a ampliação dos horários de atendimento até zerar a demanda, e ampliar o atendimento domiciliar.

Na mobilidade urbana Luciane defende que é necessário priorizar o transporte coletivo  colocar em prática o eixo binário, criar corredores de ônibus, plataformas de embarque, terminais de ligação, agilizar as linhas, criar rotas  e assim fazer com que seja mais prático e mais vantajoso utilizar o ônibus.

Na agricultura Luciane defende que a água e as estradas precisam ser prioridade. Enalteceu que é necessário fazer as estradas para durar, planejar o cuidado. “Não podemos deslocar uma máquina pra fazer um trecho da estrada, passar por outro com buracos e deixar assim. Temos que orquestrar nosso trabalho. Precisamos também montar planos para geração de renda diversificação de culturas, valorização da comunidade e ampliação das feiras,” pontuou.

Para a retomada pós pandemia a candidata acredita que a economia criativa seja a solução e que a prefeitura seja a facilitadora “ Precisamos quebrar a burocratização. O empreendedor que nos busca com a ideia, precisa encontrar na prefeitura a solução pro problema que tem, e não um entrave ao seu empreendimento, temos que agilizar os processos, auxiliar, ver de que forma podemos ajudar esse empresário, afinal é ele quem gera renda e movimenta a nossa cidade. Vamos ampliar feiras, abrir o Parque da Efapi para a realização de feiras comunitárias, e incentivar o comércio local,” concluiu.

Na questão da água a candidata enalteceu que é preciso se reunir com a Casan e ter a visão técnica da situação e  juntos encontrar a melhor solução possível. “Temos que ter coragem de começar encarar essa situação e enfrentá-la até o fim, não acredito que municipalização da água seja viável, ” encerrou.