Por: Jornal Sul Brasil | 06/10/2020

Além de utilizado para o preparo de chás no inverno, o gengibre é um excelente aliado na primavera. O suco feito com a raiz é refrescante e aumenta a absorção dos nutrientes pelo organismo – como potássio, fósforo e vitaminas B3 e C. Também ajuda a amenizar dores causadas pela artrite, dores musculares e sintomas de infecções respiratórias, rinite, asma e bronquite. Devido à propriedade antiemética, ele contribui na redução de náuseas e vômitos, especialmente durante a gravidez e viagens.

“A ingestão regular do gengibre auxilia no controle da pressão arterial e na prevenção de câncer cólon-retal, pois possui uma substância chamada 6-gingerol, que impede o desenvolvimento e a proliferação de células cancerígenas na região do intestino”, explica a  nutricionista do Fort Atacadista Chapecó Letícia Tizziani.

O gengibre acelera o organismo e estimula a queima da gordura corporal, contribuindo para a perda de peso, combate azia e gases intestinais, atua como antioxidante e anti-inflamatório, além de proteger o estômago contra úlceras. Em contrapartida, algumas pessoas precisam ter cuidado ao acrescentá-lo nas refeições.

“Os princípios ativos da planta interagem com alguns medicamentos de uso contínuo e podem causar efeitos colaterais. Pessoas com diabetes, hipertensão, grávidas e que sofrem com problemas de coagulação no sangue, precisam ter acompanhamento de um especialista para controlar a ingestão”, destaca a nutricionista.

Para as pessoas que não fazem parte do grupo de risco, a recomendação é ingerir até quatro gramas de raiz seca ou em pó por dia. Pode ser utilizado para condimentar sopas, peixes e leguminosas. Também é um excelente ingrediente para bolos e biscoitos. Já nas bebidas são adicionados em chás, na água e no suco, após ser ralado, espremido e coado.

O gengibre não requer muitos cuidados. Para cultivá-lo em casa, basta de uma raiz saudável, com brotos e um vaso grande – pois a planta cresce horizontalmente. Após, misture terra orgânica, adubo e pedras para forrar e evitar o acúmulo de água, pois pode ocasionar o apodrecimento da rizoma. Plante a raiz com os brotos para cima, sem cobri-los totalmente. Regue abundantemente e mantenha em local sombreado e quente.